Se preferir navegue por Categoria


Instalando o Windows 11 em um dispositivo que não atende a requisitos mínimos do sistema do Windows 11 (Deixamos bem claro que não é recomendado). Se você escolher instalar o Windows 11 em hardware não qualificado, você deverá estar familiarizado em assumir o risco de ter problemas de compatibilidade e alguns bugs.


Seu dispositivo pode não funcionar corretamente devido a estes problemas de compatibilidade ou outros problemas. Os dispositivos que não atendem a esses requisitos do sistema não serão mais garantidos para receber atualizações, incluindo, mas não são limitados a atualizações de segurança.

O aviso de isenção de responsabilidade a seguir se aplicará se você instalar o Windows 11 em um dispositivo que não atenda aos requisitos mínimos do sistema:


Antes de instalar o Windows 11
Se você não tiver certeza se o seu dispositivo atende aos requisitos mínimos do sistema do Windows 11 e já tem o Windows 10 instalado, você pode baixar o aplicativo de Verificação de integridade do PC, que avaliará a qualificação e identificará os componentes do seu dispositivo que não atendem aos requisitos mínimos. O aplicativo também será vinculado a informações que detalham as etapas que você pode executar para fazer com que seu dispositivo atenda aos requisitos mínimos do sistema. 

Mudando ou Criando uma Chave de Registro antes de instalar o Windows 11
 Antes de instalar o Windows 11 você precisa criar os seguintes valores-chave de registro e ignorar a verificação para TPM 2.0 (pelo menos TPM 1.2 é necessário) e a família e modelo da CPU, Para criar uma nova chave vá até a Lupa do menu iniciar e digite "Editor do Registro" Click e logo em seguida entre nas pastas com os nomes que mostramos abaixo:

Chave de registro: HKEY_LOCAL_MACHINE\SYSTEM\Setup\MoSetup


Nome: AllowUpgradesWithUnsupportedTPMOrCPU


Tipo: REG_DWORD


Valor: 1

ATENÇÃO: se você encontrar esses mesmos valores acima em seu registro o seu Windows 11 estará pronto para ser instalado através de uma mídia física/Pen Drive, se não aparecer essa configuração acima você precisará criar essa chave com os mesmos valores acima, click com o botão direito do Mouse e em "Novo" escolha "Valor DWORD 32 Bits", renomeia com "AllowUpgradesWithUnsupportedTPMOrCPU" dê um duplo click depois que renomear e no campo "Dados do valor" digite apenas o número 1 e click em "OK", depois desse passo você poderá acessar o link abaixo e baixar o instalador do Windows 11 em um Pen Drive com espaço superior a 8GB

"Click aqui para baixar o instalador do Windows 11 no seu Pen Drive"

Depois de instalar o Windows 11
Se você estiver enfrentando problemas após a atualização para o Windows 11 e seu dispositivo não atender aos requisitos mínimos do sistema, recomendamos que você volte para o Windows 10. Selecione Iniciar > Configurações > Sistema > Recuperação > Voltar.

Essa opção só estará disponível por 10 dias após a atualização. Depois disso, os arquivos necessários para executar essa função serão removidos para liberar espaço em disco em seu dispositivo.

Fonte: Microsoft

WhatsApp, Instagram e Facebook caíram devido a uma grande interrupção.



Os três aplicativos - todos de propriedade do Facebook e executados em infraestrutura compartilhada - pararam de funcionar completamente pouco antes das 13h. Outros produtos que fazem parte da mesma família de aplicativos, como o Facebook Workplace, também pararam de funcionar.


Os visitantes do site do Facebook simplesmente viram uma página de erro ou uma mensagem informando que o navegador não conseguiu se conectar. Os aplicativos WhatsApp e Instagram continuaram funcionando, mas não mostraram novos conteúdos, incluindo mensagens enviadas ou recebidas durante os problemas.

As interrupções do Facebook acontecem relativamente raramente, mas tendem a ter um grande impacto, até porque afetam três dos maiores aplicativos do mundo.


A empresa costuma ser enigmática quanto às causas de quaisquer problemas e não tende a explicá-los mesmo depois de resolvidos. Em 2019, por exemplo, sofreu sua maior paralisação em anos - e disse apenas que havia “havido um problema” durante “operações de manutenção de rotina”.


Em uma publicação publicada no The Verge em 2019, o presidente-executivo Mark Zuckerberg observou que tais interrupções são um “grande negócio”. Quaisquer problemas muitas vezes podem levar as pessoas a começar a usar concorrentes em vez disso, e observou que pode levar “meses” para reconquistar a confiança e trazer as pessoas de volta às plataformas do Facebook - se é que voltam.

Em comunicado em sua conta oficial no "Twitter" o facebook publicou o seguinte comunicado.

Movido por reator de sal fundido, tipo moderno de reator nuclear, e sem emitir CO2, Terra 300 é projeto que mescla luxo dos superiates com a pesquisa científica

O Terra 300 quer mesclar o luxo dos superiates com a pesquisa científica para criar um meganavio livre de emissõesCortesia/Earth 300

Símbolo máximo de riqueza, os superiates tiveram um grande aumento na demanda durante a pandemia, à medida que os ultra-ricos ansiavam por privacidade e distanciamento social em sua forma mais luxuosa e exclusiva.

Os pedidos fluíram, aumentando a frota global crescente de milhares de superiates – definidos como barcos de luxo com pelo menos 25 metros de comprimento e tripulação profissional.

Grandes superiates têm um impacto desproporcionalmente negativo no planeta. De acordo com um cálculo feito por antropólogos da Universidade de Indiana, um superiate que tenha uma tripulação permanente, um heliporto, submarinos e piscinas emite mais de 7.000 toneladas de CO2 por ano.

Multiplicado por 300 – aproximadamente o número de superiates em todo o mundo que cabem nessa conta – isso equivale a mais de 2 milhões de toneladas de CO2, mais do que as emissões anuais individuais de cerca de um quarto de todos os países do mundo.

Agora, uma nova proposta para esse tipo de embarcação visa alavancar a aura de luxo do superiate e mesclá-lo com a pesquisa científica para criar um meganavio livre de emissões que reunirá cientistas do clima e os ricos em uma ousada busca para salvar o planeta.

“Por que não pegar as pessoas mais ricas do mundo, reuni-las com os cientistas mais inteligentes e brilhantes e permitir que experimentem em primeira mão o que está acontecendo?”, questiona Aaron Olivera, empresário nascido em Gibraltar, residente em Singapura, que está por trás da ideia.

“As pessoas ricas podem entrar na Internet e comprar o que quiserem, mas não podem comprar um novo modelo mental para ver o mundo.”

Supercomputador flutuante
Se for construído, o novo navio, batizado de Terra 300 (Earth 300, no original em inglês) em referência ao seu comprimento de 300 metros, destronaria até mesmo o maior superiate do mundo – o Azzam de 179 metros, de propriedade da família real de Abu Dhabi.

O projeto preliminar é elegante e ousado, com uma esfera única de 13 andares que abrigará duas dúzias de laboratórios científicos. Eles coletarão dados das viagens do navio para, com sorte, encontrar soluções que ajudem a mitigar a crise climática.

Aaron Olivera, empresário por trás do projeto, quer empregar sistema de propulsão usando tecnologia nuclear experimental / Cortesia/Earth 300

Desenvolvido em uma plataforma de código aberto para permitir que a comunidade global participe, eles será apoiado por um computador quântico, um novo tipo de computador que emprega as propriedades da mecânica quântica para atingir velocidade e potência incríveis.

Como grande parte da tecnologia que Olivera espera incorporar ao Terra 300, o computador quântico ainda não está disponível comercialmente, mas atualmente é objeto de estudos experimentais por empresas como Google e IBM.

A maior parte da capacidade do navio, de 425 pessoas, será ocupada por dois grupos principais: 165 tripulantes e 160 cientistas.

Haverá também 20 alunos e um grupo de 20 especialistas residentes – economistas, engenheiros, exploradores, artistas, ativistas e políticos – formando um “caldeirão multidisciplinar”, diz Olivera.

Os únicos hóspedes pagantes serão turistas ricos que ocuparão as 20 suítes VIP do navio, a um custo projetado de pouco mais de US$ 1 milhão por pessoa, para financiar a ciência.

Mas esqueça a exclusividade.

“Este navio será um computador flutuante que permitirá que pessoas de todo o mundo participem da jornada. Isso significa que esses indivíduos ricos que estarão a bordo terão que compartilhar a experiência com o mundo, não apenas entre eles”. disse Olivera.

Uma embarcação global
Megaiate Terra 300 foi projetado para ser totalmente livre de emissões de CO2 / Cortesia/Earth 300

Olivera diz que prevê que o Terra 300 se torne um objeto icônico de sua geração e faz comparações com a tocha olímpica e a torre Eiffel.

“Estamos construindo este navio porque a mudança climática é um problema global, então ela precisa de um veículo global”, diz ele, acrescentando que os oceanos são o coração pulsante do planeta, porque absorvem a maior parte do carbono.

Mas ele também queria que as pessoas se reunissem em um ambiente confinado, experimentando algum senso de aventura e até mesmo perigo.

“Os laços feitos em um navio são muito diferentes dos feitos em um edifício estático. Quando foi a última vez que você teve uma aventura dentro de um edifício?”

Olivera, que tem experiência no mundo do luxo e da hospitalidade em Singapura, diz que a inspiração para o Terra 300 veio quando ele estava mergulhando nas Maldivas e viu os corais morrendo.

Ele vê o navio como uma forma de combinar dois mundos em conflito – luxo e ambientalismo.

“Queremos criar uma nova marca de explorador esclarecido, para virar a maré na maneira como as pessoas veem os ricos e mostrar que podem e devem liderar o caminho”, diz ele.

A ideia de um navio de pesquisa de luxo não é inteiramente nova. REV Ocean, um projeto similar da Noruega, é um superiate de 180 metros de comprimento estimado em US$ 350 milhões, e projetado para investigar a pesca predatória, as mudanças climáticas e a poluição por plástico.

Financiado pelo magnata da pesca e da perfuração de petróleo Kjell Inge Røkke, deveria ser lançado em 2022, mas o projeto foi adiado por três a cinco anos devido a problemas com a construção do navio.

Em US$ 700 milhões, o custo projetado do Terra 300 é o dobro do REV Ocean, e Olivera está procurando estaleiros na Alemanha e na Coreia do Sul para a construção.

Ele diz que o projeto preliminar do navio e a engenharia naval foram concluídos e espera estar pronto para uma viagem inaugural nesta década.

“Acho que 2025 é possível para nós. É apenas uma questão de a escassez de chips ser resolvida nos próximos seis meses, mais ou menos, e termos todo o financiamento em vigor”, diz ele, acrescentando que o dinheiro virá de investidores privados e também de “instrumentos bancários tradicionais”.

Movido por energia nuclear?
Se for construído, o Terra 300 destronaria até mesmo o maior superiate do mundo – o Azzam, de 179 metros / Cortesia/Earth 300

Inicialmente, o navio usará combustíveis sintéticos verdes, mas para satisfazer a exigência de ser totalmente livre de emissões, Olivera planeja, eventualmente, reformar um reator de sal fundido, um tipo moderno de reator nuclear.

Isso permitiria ao navio permanecer no mar por tempo indeterminado, com total autonomia energética. Assim como o computador quântico, no entanto, essa tecnologia ainda não existe, mas está sendo desenvolvida pela empresa britânica Core Power em colaboração com a TerraPower, uma empresa de engenharia nuclear presidida por Bill Gates.

É uma das várias entidades que anunciaram laços com o projeto, incluindo a IBM, o estúdio de arquitetura naval Iddes Yachts e a empresa de classificação de navios RINA.

Quando questionado sobre quais pessoas famosas ele gostaria de ter a bordo, Olivera responde com uma lista de nomes que ele chama de “os suspeitos de sempre”: Elon Musk, Michelle Obama, Greta Thunberg, a autora de “Sem Logo” Naomi Klein e fundadora da marca de roupas Patagonia Yvon Chouinard.

Seu plano, no entanto, é emparelhar esses VIPs com um conjunto de “pessoas muito inspiradoras” não famosas de todas as esferas da vida, de todas as idades e de todas as culturas, que não teriam que pagar pelo ingresso, mas ainda assim conseguiriam ficar em uma das suítes luxuosas.

“É assim que estamos democratizando a experiência, ao permitir o embarque de pessoas que nunca poderiam – em um milhão de anos – pagar pela passagem.”

Via: CNN

Sistema de inutilização de cédulas usadas por bancos corta as notas em meia-lua 
Imagem: Reprodução

O mega-assalto a uma central de distribuição de dinheiro do Banco do Brasil na madrugada de 30 de agosto em Araçatuba (SP) só fracassou por causa da eficácia de um sistema de segurança acionado em tempo real que retardou a ação da quadrilha, possibilitando a destruição das cédulas guardadas no local.

Após a invasão, houve acionamento automático de neblina com gás de pimenta, sirene de alta potência e uma tecnologia com luzes piscantes para causar confusão mental nos invasores. Os criminosos pretendiam levar cerca de R$ 90 milhões armazenados em cofres.

Apesar de a empreitada ter fracassado, o assalto com mortes, reféns usados como escudo humano e uso de explosivos é apontado pelo Fórum de Segurança Pública como o mais violento nos últimos dois anos pelo "novo cangaço", tática também conhecida como "domínio de cidades". O número de detonadores foi o maior da história do país, segundo levantamento da Associação Mato-Grossense para o Fomento e Desenvolvimento da Segurança.

Enquanto carros eram incendiados em vias públicas para dificultar o acesso das forças de segurança a Araçatuba, ao menos 15 homens participaram da detonação para invadir a agência.

O alvo do roubo foi a sede do Seret (Setor de Retaguarda e Tesouraria) do Banco do Brasil, centrais de distribuição de cédulas para outras agências bancárias que executam a função do Banco Central em cidades do interior.

Foi a primeira vez que o sistema, implementado neste ano nas sedes do Seret, destruiu as cédulas em um cofre.

Agência bancária destruída após ataque de bandidos em Araçatuba (SP)Imagem: Redes sociais - 30.ago.2021

Neblina com gás de pimenta
Após a invasão à agência bancária com o uso de explosivos, foi acionado automaticamente um gerador de neblina com gás de pimenta. A ação foi parcialmente neutralizada pelos criminosos com a utilização de um duto capaz de retirar parte da fumaça do local.

Esse sistema já foi instalado em mais de 20 mil instituições financeiras, segundo a AlarmTek, empresa responsável pela integração desse tipo de tecnologia nos bancos.

"A defesa consiste no uso de camadas. A primeira proteção [o gás de pimenta] tira a visibilidade do criminoso e causa irritabilidade nas mucosas", explicou o advogado Douglas Prehl, vice-presidente da empresa e ex-diretor de segurança do Santander.

Segundo ele, foram feitas mais de 15 mil análises de ataques a instituições financeiras no país para implementar o sistema de segurança.

Sirene e luzes piscantes
Um sistema com sirene de alta potência e luzes piscantes também dificultou a ação dos criminosos.

A tecnologia causa confusão mental e pode romper com os tímpanos de uma pessoa em apenas quatro minutos. "Esse sistema também causa tontura e passa uma impressão de câmera lenta", disse um especialista.

Sistema retardou ação de quadrilha
Sistema de inutilização de cédulas corta notas; método impediu roubo de R$ 90 milhões em Araçatuba (SP) Imagem: Reprodução

A segunda camada de proteção é a destruição das cédulas, acionada automaticamente após a invasão e com autonomia de até oito horas, mesmo em caso de corte de energia elétrica. Hoje, há cerca de 80 cofres com esse tipo de tecnologia no país, segundo a empresa responsável pela implementação do sistema.

Prehl disse ainda que o acionamento do sistema de segurança com neblina e sirene retardou a ação da quadrilha em Araçatuba. Ele estima que os criminosos tenham levado cerca de 40 minutos para chegar à sala-cofre, composta por armação em concreto e aço.

Nesses locais, há cofres com gavetas e sistema de destruição de notas. "Quando conseguiram chegar ao cofre, os criminosos só encontraram papel picado. Não havia mais dinheiro porque o sistema de destruição já tinha sido ativado desde o momento da invasão", explicou.

Cédulas destruídas com cortes em meia-lua
O sistema utilizado para a inutilização de cédulas envolve a trituração das notas seguida de entintamento com um produto químico vermelho.

Há três modelos de picotamento das notas: guilhotina, sistema com furo no meio ou nas bordas das cédulas e corte em meia-lua, usado nos cofres de Araçatuba.

A inutilização leva entre cinco e dez minutos, incluindo o uso de uma tinta sobre o dinheiro. A ação, contudo, mantém 51% de cada nota preservada para que o material danificado seja levado à Casa da Moeda para reimpressão e não haja prejuízo à instituição.

"A ideia é popularizar o sistema de defesa não só para bancos. Como os criminosos não estão conseguindo acessar o dinheiro, o 'novo cangaço' vão migrar para postos de combustível, lotéricas e lojas. Esses estabelecimentos precisam estar preparados para evitar roubos" Douglas Prehl, especialista no setor

Sistema opera em carros-forte há dois anos, diz associação
O advogado Ruben Schechter, presidente da Associação Brasileira das Empresas de Transporte de Valores, diz que esse tipo de tecnologia já é utilizada há ao menos dois anos em carros-forte.

Segundo ele, a eficácia do sistema contribuiu para a migração dos ataques para os bancos. "Muitas vezes, esses locais [agências do Seret] não estão preparados para impedir os ataques", analisa.

O delegado Pedro Ivo Correa dos Santos, da 5ª Delegacia de Investigações sobre Furtos e Roubos a Bancos da Polícia Civil de São Paulo, diz que o armazenamento em grandes quantidades nessas agências precisa ser repensado.

"Não é a atividade principal dessas agências. E isso precisa ser repensado com urgência em cidades pequenas. Quando essas agências foram construídas há 40 anos, não se imaginava que armazenariam tanto dinheiro. A estrutura delas não acompanhou essa mudança do sistema financeiro. Mas a polícia hoje tem treinamento e capacidade para reagir em um tempo menor", disse.

Em nota, a Febraban (Federação Brasileira de Bancos) informou que as grandes agências possuem centrais de monitoramento em tempo real, com acionamento às autoridades em caso de tentativa de roubo. "Os serviços de segurança são fornecidos por empresas especializadas com autorização de funcionamento expedida pelo Departamento de Polícia Federal", revelou em um dos trechos do texto.

Fonte: Uol


Dias após apresentar diversos novos headsets e caixas de som portáteis, e de anunciar a chegada dos fones Live Pro Plus TWS ao Brasil, a JBL traz agora ao país a caixa de som Bluetooth BassPro Go. O dispositivo se destaca pelo formato curioso, munido de uma base especial para automóveis, prometendo som de alta potência, resistência e versatilidade.


BassPro Go se destaca pelo formato 2 em 1
O maior destaque da BassPro Go é o formato 2 em 1 — trata-se de uma caixa de som Bluetooth bastante encorpada, acompanhada de base fixa que deve ser acoplada em carros, geralmente no porta-malas, para se transformar em um subwoofer automotivo, sem deixar a portabilidade de lado ao permitir desconexão rápida do veículo.


A JBL destaca como o acessório é conveniente, atendendo às suas necessidades de acordo com o momento, além de robusto, contando com certificação IPX5 de resistência a respingos de água.


A caixa é equipada com sistema de som que garante 100 W de potência RMS e entrega resposta de frequência entre 40 Hz e 20 kHz, a -3 dB, contando ainda com Bluetooth 4.2 para se conectar a até três dispositivos simultaneamente ou outras duas BassPro Go para entregar som mais robusto, com a tecnologia JBL Connect.


A bateria tem capacidade de 3.000 mAh e promete até 8 horas de autonomia, trazendo carregamento via porta USB 2.0 com potência de 10,5 W. O acessório também atua como uma power bank, sendo capaz de recarregar celulares e outros dispositivos móveis.
Preço e disponibilidade

A JBL BassPro Go já está disponível através do site oficial da JBL, apenas na cor preta, com preço sugerido de R$ 3.499.


JBL BassPro Go: ficha técnica
  • Potência do amplificador, modo subwoofer: 100 W RMS
  • Reposta de frequência: 40 Hz a 20kHz a -3 dB
  • Filtro lowpass, modo subwoofer: 80/100/120 Hz
  • Reforço de graves: 0dB até +6 dB a 45 Hz
  • Versão do Bluetooth: 4.2
  • Bateria: 3.000 mAh, com carregamento via USB 2.0 de 10,5 W (5V/2,1 A)
  • Potência do fusível: 15 A

Fonte: JBL

Desde o Último dia 17 de Setembro o instagram passou a exibir o desenho de "Corrente" acessível na parte de figurinhas para substituir o famosos "Arrasta pra cima"


Semanas atrás já era possível vê avisos sobre a mudança logo ao abrir o App, A novidade chega pra aposentar de vez todos os Gifs que tanto fizeram sucesso de "arrastar pra cima".

Imagem: Mario Batista

O novo modo de colocar links nos Stories muda para a parte de figurinhas na opção "Link"

Imagem: Mario Batista

Imagem: Mario Batista

Ao clicar nessa nova figurinha o usuário poderá colocar o link desejado (Semelhante a função arrastar antiga)

Imagem: Mario Batista

Com a atualização dessa função, diferentemente do antigo "Arrasta pra cima", o link que o usuário inserir ficará visível no Story (Mas apenas a parte principal do domínio).

Reprodução: Honey Gain

Recentemente lançamos aqui no MultiMidia Info um artigo onde falamos dos avisos emitidos pelo sistema de proteção do Google Play (Play Protect) sobre os riscos que os usuários estavam suscetíveis a passar ao continuar utilizando o App Honey Gain, o sistema até desabilitou o App dos dispositivos, cabendo ao usuário reativa-lo novamente.

Em resposta ao nosso comunicado via Email a equipe Honey Gain nos explicou o seguinte;


"O aviso que você recebeu não é um caso isolado em relação à Honeygain. Devido a certas atualizações feitas no serviço Play Protect do Google, uma grande quantidade de aplicativos baixados via download comum (instalados diretamente por meio de arquivos .apk em vez de baixados da Play Store) foram afetados pelo mesmo aviso.

Fique tranquilo, assim como o processo de instalação em si não requer dados pessoais ou quaisquer permissões, o aplicativo Honeygain não pode causar danos ao seu dispositivo.

Nós simplesmente sugerimos continuar com o uso e instalação do aplicativo. Você pode fazer isso expandindo a seção "Detalhes" e pressionando o botão "Instalar mesmo assim".

Além disso, sugerimos atualizar o aplicativo para a versão mais recente, pois isso resolve o problema do aparecimento do aviso falso.

Apenas a versão 0.9.1 do aplicativo Android foi sinalizada como falsa.

Todas as versões anteriores (0.2.0–0.9.0 e 0.9.2 (a versão mais recente)) não são afetadas."

No comunicado ao MultiMidia Info o Gerente Sênior de atendimento ao cliente ainda nos informa que o usuário poderá baixar a versão mais recente do aplicativo Honeygain para Android através desse Link.

Mais informações sobre esse problema podem ser encontradas aqui (Somente em Inglês)

Reprodução: honeygain

Vários aplicativos baixados fora da Play Store vem sofrendo o mesmo tipo de aviso por parte do sistema de proteção Play Protect do Google, alguns são apenas erros de atualização como o caso da Honey Gain, mas fique atento e sempre se preocupe em checar com cuidado as fontes de onde você esta baixando seus aplicativos, assim como o Honey Gain que usa cerificado SLL em seu site, baixe apenas aplicativos de fora da Play Store em sites confiáveis que tenham boas referências.

Reprodução: Honey Gain

Confira o trabalho desse talentoso Artista e ilustrador Digital


O Artista Digital e ilustrador de pseudônimo Samukarts em suas redes sociais "reimagina" os personagens de Dragon Ball Z como os amados personagens de Chaves.


































Com software de edição de imagem o Artista digital traz realmente a vida personagens tão queridos e distintos da Ásia e America Latina ao mesmo tempo, seu instagram já se aproxima dos 20 mil seguidores e o número de fãs só tende a crescer já que o artista posta muito conteúdo da cultura Nerd.



Em suas ilustrações Roberto Gómez Bolaños, o amado personagem chaves, se transforma no Androide 17, já o personagem de María Antonieta de Las Nieves, a Chiquinha, seria a Androide 18. Carlos Villagrán, o bochechudo Quico, se transforma no Androide Cell.


Édgar Vivar, o Sr. Barriga e o Nhonho, encarnam o Androide 19, já o Rubén Aguirre, o Professor Jifafales seria o Androide 16. E com destaque especial para Eterno e engraçadíssimo Seu Madruga (Ramón Valdés), como o Dr. Maki Gero, criador dos Androides.

































Confira as Redes Sociais do Artista: Instagram / Facebook

Aplicativo Honey Gain vem sendo desativado em dispositivos de usuários.


Aplicativo Honey Gain, um dos queridinhos da galera que procura uma renda passiva, (e que não esta presente oficialmente na Play Store) começou a ser alvo do sistema de proteção da Google Play Store.

Reprodução: Mario Batista

O Play Protect que regularmente verifica se os aplicativos que estão instalados nos aparelhos do usuário tem comportamentos nocivos, Se algum risco de segurança for encontrado o usuário recebe essa notificação acima.

Reprodução: Mario Batista

O sistema de proteção do google desabilita o aplicativo "Potencialmente" nocivo, cabendo apenas ao usuário acatar o aviso do google ou por decisão própria reabilitar o App em questão.

Reprodução: Mario Batista

O sistema Play Protect esta em constante verificação para detectar Apps suspeitos ou nocivos para seu aparelho, entre os avisos mais graves do Play Protect sobre o App do Honey Gain estão o de que o App tenta controlar seu dispositivo e roubar seus dados, apesar do aplicativo ser mundialmente conhecido e quase não haver relatos de problemas por seus próprios usuários e também grandes portais de tecnologia, na tarde desse sábado 18, os primeiros avisos começam a aparecer em aparelhos de diversos países, inclusive na índia.

Reprodução: Twitter

Usuário indiano em uma postagem no Twitter posta o mesmo aviso do Play Protect que já recebemos aqui no Brasil, e na legenda o mesmo faz a pergunta, "@Honeygain_App Ainda devo usar o aplicativo?"

Reprodução: Twitter

Até o momento do fechamento dessa matéria não tivemos relatos de uso indevido por parte do Honey Gain com dados dos usuários ou relatos de vítimas por serem prejudicadas pelo uso do App, sendo que a decisão do uso ou não do aplicativo no aparelho fica mesmo a cargo de cada usuário.

Você sabia que é possível fazer mais de 50 comandos diferentes com a tecla “Windows” do seu computador? Os atalhos de tecla, são uma alternativa inteligente que os computadores oferecem para fazer várias funções diretamente pelo teclado. Assim, em alguns casos você nem vai precisar usar o seu mouse.

Quem me acompanha por aqui, já deve ter visto algumas matérias com temas parecidos, né? No Canaltech, também temos outras matérias dedicadas aos comandos e teclas dos computadores:

Mas, hoje vamos falar dos comandos que você pode fazer usando a tecla Windows no seu computador! Confira nas próximas linhas!

55 Comandos que você pode fazer com a tecla Windows no PC
Windows 10

No Windows 10, você pode aproveitar as seguintes combinações de teclas:


1. Tecla Windows: abrir ou fechar o Menu Iniciar;
2. Windows + A: abrir ou fechar a Central de Ações;
3. Windows + B: define o foco na Área de notificação;
4. Windows + C: abre a Cortana no modo de escuta.
5. Windows + shift + C: abre o menu de botões;
6. Windows + D: mostra ou ocultar a área de trabalho;
7. Windows + Alt + D: mostra ou ocultar data e hora na área de trabalho;
8. Windows + E: mostra o explorador de arquivos;
9. Windows + F: abre o Hub de Feedback e tirar uma captura de tela;
10. Windows + G: abre a Barra de jogo quando um jogo é aberto;
11. Windows + H: inicia a função de ditado;
12. Windows + I: abre configurações;
13. Windows + J: define o foco para uma dica do Windows quando houver uma disponível;
14. Windows + K: abre a ação rápida “Conectar”;
15. Windows + L: bloqueia seu computador ou muda de conta;
16. Windows + M: minimiza todas as janelas;
17. Windows + O: bloqueia a orientação do dispositivo;
18. Windows + P: escolhe um modo de exibição de apresentação;
19. Windows + Ctrl + Q: abre a assistência rápida;
20. Windows + R: abre a caixa de diálogo Executar;
21. Windows + S: abre a pesquisa;
22. Windows + Shift + S: faz captura de uma área selecionada da tela;
23. Windows + T: percorre os aplicativos da barra de tarefas;
24. Windows + U: abre a central de acessibilidade de acesso;
25. Windows + V: abre a Área de transferência;
26. Windows + Shift + V: percorre as notificações;
27. Windows + X: abre o menu Link Rápido;
28. Windows + Y: alterna a entrada entre o Windows Mixed Reality e a área de trabalho;
29. Windows + Z: exibe os comandos disponíveis em um aplicativo no modo de tela inteira;
30. Windows + . (ponto, ou ponto e virgula): abre o menu de emojis;
31. Windows + , (virgula): espia temporariamente a área de trabalho;
32. Windows + Pause: abre a caixa de diálogo Propriedades do Sistema;
33. Windows + Ctrl + F: procura por computadores (se você estiver em uma rede);
34. Windows + Shift + M: restaura as janelas minimizadas na área de trabalho;
35. Windows + (número): abre a área de trabalho e inicia o aplicativo fixado na barra de tarefas, na posição indicada pelo número. Se o aplicativo já estiver em execução, mudar para esse aplicativo;
36. Windows + Shift + (número): abre a área de trabalho e inicia uma nova instância do aplicativo fixado na barra de tarefas, na posição indicada pelo número;
37. Windows + Ctrl + (número): abre a área de trabalho e muda para a última janela ativa do aplicativo fixado na barra de tarefas, na posição indicada pelo número;
38. Windows + Alt + (número): abre a área de trabalho e abre a Lista de Atalhos do aplicativo fixado na barra de tarefas, na posição indicada pelo número;
39. Windows + Tab: abre a visão de tarefas;
40. Windows + seta para cima: maximiza a janela;
41. Windows + seta para baixo: remove o aplicativo atual da tela ou minimiza a janela;
42. Windows + seta para esquerda: maximiza a janela do aplicativo ou da área de trabalho, no lado esquerdo da tela;
43. Windows + seta para direita: maximiza a janela do aplicativo ou da área de trabalho, no lado direito da tela;
44. Windows + Home: minimiza todas as janelas da área de trabalho, exceto a ativa (restaura todas as janelas com um segundo pressionamento);
45. Windows + Up seta: alonga a janela da área de trabalho até as partes superior e inferior da tela;
46. Windows + Shift + seta para direita ou esquerda: move um aplicativo ou janela para outro monitor;
47. Windows + barra de espaço: altera o idioma de entrada e o layout do teclado;
48. Windows + Ctrl + barra de espaço: altera para uma entrada selecionada anteriormente;
49. Windows + Ctrl + Enter: liga o narrador;
50. Windows + sinal de adição: ativa a lupa;
51. Windows + / (barra): começa a reconversão IME;
52. Windows + Ctrl + V: abre os alertas;
53. Windows + Ctrl + Shift + B: ativa o computador na tela preta e branca;
54. Windows + F1: abre a central de ajuda;
55. Windows + Esc: sai da Lupa;

Fonte: Microsoft

Microsoft deve anunciar Surface Duo 2, Surface Pro 8 e sucessor para Surface Book 3; computadores já devem ter suporte ao Windows 11

Surface Pro 7 deve ganhar sucessor em setembro (Imagem: Divulgação/Microsoft)

A Microsoft divulgou, nesta quarta-feira (1º), o convite para um evento no dia 22 de setembro, no qual deve apresentar sua nova linha de produtos Surface. Entre os aparelhos esperados para a ocasião, estão o Surface Duo de segunda geração — celular com duas telas e Android — e novos computadores Surface, que já devem rodar o Windows 11.

Suposto Surface Duo 2 (Imagem: Reprodução/Tech Rat via YouTube)

Surface Pro 8 com Windows 11
Como sugere a imagem do convite, um novo modelo da linha Surface Pro deve dar as caras no evento. As expectativas sobre o Surface Pro 8 são modestas em relação às mudanças visuais. O 2 em 1 deve ter um hardware semelhante ao Pro 7, com alguns ajustes em detalhes para parecer mais sofisticado. A tela pode ser ligeiramente maior, com 12,7 ou 13 polegadas.

Outras especificações esperadas incluem processador Intel de 11ª geração (Core i3-1125G4, i5-1155G7, i7-1185G7 ou i7-1195G7), armazenamento em SSD de até 1 TB, e o fim do modelo de 4 GB de RAM — teríamos opções com 8 GB, 16 GB e 32 GB.

O suporte ao Windows 11 deve possibilitar ainda que a Microsoft lance uma nova caneta Surface com feedback tátil, para ser usada com o dispositivo.

Surface Pro aparece em convite da Microsoft para evento em setembro (Imagem: Divulgação)

Surface Book 4 ou Surface Laptop Pro
É esperado que a Microsoft lance um sucessor para o Surface Book 3 em setembro. Apesar disso, o notebook pode não se chamar Surface Book 4, e sim Surface Laptop Pro ou Surface Laptop Studio, de acordo com o Windows Central.

De todo modo, o computador deve ter tela não removível de 14 polegadas com alta taxa de atualização dinâmica, e um chip mais poderoso, com processador de 6 ou 8 núcleos. Ele também deve trazer placa de vídeo RTX, da NVIDIA.
Surface Duo 2 deve ter Snapadragon 888, da Qualcomm

Com especificações vazadas em julho, o Surface Duo 2 deve contar com o chip Snapdragon 888, da Qualcomm, um octa-core de até 2,84 GHz. O suposto celular também apareceu no Geekbench, com memória RAM de 8 GB, e atingindo pontuação de 1.091 no teste de um único núcleo e 3.517 no multi-core.

A segunda geração do Surface Duo deve trazer Android 11 de fábrica, suporte a redes 5G e chip NFC. Também são esperadas três câmeras na traseira, uma com lente teleobjetiva, outra ultrawide e a lente padrão (grande-angular).

O smartphone deve manter duas telas separadas em vez de optar por uma tela dobrável, como a do Samsung Galaxy Z Fold 3.

Via: tecnoblog

MKRdezign

Fale com o MultiMidia Info

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget