Janeiro 2020

O LG W10 tem um chip até competente para o segmento básico, trazendo um conjunto de especificações que não foge muito dos concorrentes. Vem com duas câmeras traseiras, mas são capazes de tirar fotos básicas e gravar vídeos simples.

LANÇAMENTO: 26.JUN.2019

Display: 6.19"
Sistema Operacional: Android 9.0 (Pie)
Resolução: 720 x 1512px
Capacidade: 32 GB, 3 GB RAM
Cartão de Memória: microSD até 256 GB
Tecnologia de Rede: GSM / HSPA / LTE


Ficha Técnica
REDE
Tecnologia GSM / HSPA / LTE
Bandas 2G GSM 850 / 900 / 1800 / 1900
Bandas 3G HSDPA 850 / 900 / 1900 / 2100
Velocidade HSPA, LTE-A
Bandas 4G LTE


ESTRUTURA
Dimensões 156 x 76.2 x 8.5 mm
Peso 164 g
SIM Card Single SIM (Nano-SIM) ou Dual SIM (Nano-SIM)


TELA
Tipo LCD IPS
Tamanho 6.19 polegadas
Resolução 720 x 1512 pixels


PLATAFORMA
Sistema operacional Android 9.0 (Pie)
CPU Octa-core (2.0 GHz Cortex-A53)
GPU PowerVR GE8320
Chipset Mediatek MT6762 Helio P22 (12 nm)


MEMÓRIA
Cartão de Memória microSD até 256 GB
Interna 32 GB, 3 GB RAM


ÁUDIO
Alto-Falantes Sim
Saída 3.5mm Sim


CONEXÕES
Wireless Wi-Fi n
Bluetooth 4.2
GPS GPS, GLONASS
Rádio Sim
USB microUSB 2.0

RECURSOS
Sensores Leitor de digitais (traseiro), acelerômetro, giroscópio, proximidade

CÂMERA PRINCIPAL
Recursos Flash LED, HDR
Vídeo 1080p@30fps
Dupla 13 MP, PDAF + 5 MP, sensor de profundidade

CÂMERA SECUNDÁRIA
Única 8 MP
Vídeo -
Recursos Flash LED

Fonte: Canaltech


Modo escuro do WhastApp: Veja como ativar. O WhatsApp liberou nesta quarta-feira (22) uma atualização contendo uma das funcionalidades mais aguardadas para o aplicativo. Os usuários de dispositivos com o Android e que estavam inscritos previamente no programa de testes, já podem baixar a versão 2.20.13.

Modo escuro do WhatsApp está em testes — Foto: Reprodução/G1

O modo escuro ou modo noturno proporciona mais conforto visual e também ajuda a economizar energia da bateria. Para habilitá-lo, siga os passos descritos abaixo:

Abra o WhatsApp e acesse as “Configurações”;

Toque na opção “Conversas” para alterar o modo de exibição;

Toque na opção “Tema” e altere para “Escuro”. Essa configuração será permanente. No entanto, se você preferir usar o modo escuro somente quando o celular estiver com pouca carga na bateria, marque a opção “Definido pelo Modo de Economia de bateria”.

Veja o passo a passo de como alternar os modos do WhatsApp (apenas para usuários em teste) — Foto: Reprodução/G1

Pronto! O WhatsApp teve o seu tema alterado. Para desfazer a configuração basta repetir os passos indicados acima e ativar o modo “Claro”.

IMPRESSÕES
O visual “dark” ficou atraente e, de fato, proporciona um melhor conforto visual. Ainda é cedo para avaliar o impacto que ocorrerá na economia da bateria, pois isso varia do quanto o aplicativo será usado. Mas vale a pena conferir a novidade e tirar as suas próprias conclusões. Ainda não foi anunciada a data em que todos os usuários terão acesso a nova versão do WhatsApp.

Fonte: mixvale


Aparentemente, o Redmi Fitness Tracker não se trata da Mi Band 5, mas sim de um dispositivo novo

A Xiaomi está prestes a lançar um smartwatch na Índia. Recentemente, imagens de uma nova pulseira de monitoramento de exercícios foram encontradas no aplicativo Mi Fit - entretanto, ainda não há confirmação de que se trata do mesmo dispositivo. 

A publicação da foto foi feita pelo usuário Digital Chat Station na rede social Weibo, bastante popular na China. O dispositivo, que foi chamado de Redmi Fitness Tracker, apresenta um design mais quadrado, com uma tela não muito grande e com bordas bastante generosas. É improvável que seja o visual da Mi Band 5, já que a empresa declarou que sua tela será maior que as versões anteriores.

Além da tela, é possível ver um pequeno botão capacitivo na parte inferior do aparelho, identificado por uma linha branca. As informações disponíveis apontam para um modelo com tela personalizável, NFC, alarme, monitor cardíaco e controle de reprodução de música.

A Redmi possui planos de lançar um smartwatch no futuro - como destacado pelo gerente geral da marca em novembro. É bastante provável que esse seja o primeiro produto que resulta dessa ideia. Provavelmente, a marca quer mensurar a aceitação do público antes de realizar investimentos mais arriscados.


O registro de uma pulseira foi realizado junto ao Buerau of India Standards (BIS), órgão regulador da Índia. Entretanto, há menção a um smartwatch, e não a uma pulseira inteligente. A explicação para isso pode estar no fato de que a diferenciação entre os dois dispositivos não é algo comum na indústria, com as próprias marcas chamando ambos pela mesma nomenclatura.

O registro, datado de 22 de janeiro, pode indicar que a marca está prestes a oficializar o produto e começar sua venda. Entretanto, não se deve descartar a possibilidade de o registro se tratar de um novo produto, e não do que foi vazado. De qualquer forma, o anúncio deve ocorrer em breve.

Via: Weibo/ Twitter

O Huawei P30 lite é um modelo para lá de interessante, não sendo um modelo "lite" de maneira alguma. Vem com um poderoso chip da própria empresa, conjunto de câmera tripla e carregamento rápido de 18 watts.

LANÇAMENTO: 27.MAR.2019 

Display: 6.15" 
Sistema Operacional: Android 9.0 (Pie) 
Resolução: 1080 x 2312px 
Capacidade: 128 GB, 4/6 GB RAM 
Cartão de Memória: microSD até 1 TB (compartilha a gaveta do SIM) 
Tecnologia de Rede: GSM / HSPA / LTE 


Ficha Técnica
REDE
Tecnologia GSM / HSPA / LTE
Bandas 2G GSM 850 / 900 / 1800 / 1900
Bandas 3G HSDPA 850 / 900 / 1700(AWS) / 1900 / 2100
Velocidade HSPA 42.2/5.76 Mbps, LTE-A (2CA) Cat6 400/50 Mbps
Bandas 4G Banda LTE 1(2100), 3(1800), 4(1700/2100), 7(2600), 8(900), 20(800), 38(2600)


ESTRUTURA
Dimensões 152.9 x 72.7 x 7.4 mm
Peso 159 g
SIM Card Single SIM (Nano-SIM) ou Dual SIM (Nano-SIM)
Corpo Bordas de plástico

TELA
Tipo LTPS IPS LCD
Tamanho 6.15 polegadas
Resolução 1080 x 2312 pixels

PLATAFORMA
Sistema operacional Android 9.0 (Pie)
CPU Octa-core (4x2.2 GHz Cortex-A73 & 4x1.7 GHz Cortex-A53)
GPU Mali-G51 MP4
Chipset Hisilicon Kirin 710 (12 nm)


MEMÓRIA
Cartão de Memória microSD até 1 TB (compartilha a gaveta do SIM)
Interna 128 GB, 4/6 GB RAM
ÁUDIO
Alto-Falantes Sim
Saída 3.5mm Sim


CONEXÕES
Wireless Wi-Fi ac
Bluetooth 4.2
GPS GPS, GLONASS, BDS
Rádio Sim
USB 2.0 (Tipo-C 1.0)
NFC Sim (depende da região)

CURSOS
Sensores Leitor de digitais (traseiro), acelerômetro, giroscópio, proximidade, bússola

CÂMERA PRINCIPAL
Recursos Flash LED, HDR
Vídeo 1080p@30fps
Tripla 48 MP, f/1.8, (wide), 1/2", 0.8µm, PDAF + 8 MP, 13mm (ultrawide) + 2 MP, f/2.4, sensor de profundidade ou 24 MP, f/1.8, (wide), PDAF + 8 MP, 13 mm (ultrawide) + 2 MP, f/2.4, sensor de profundidade


CÂMERA SECUNDÁRIA
Única 24 MP, f/2.0 ou 32 MP, f/2.0, 0.8µm
Vídeo 1080p@30fps
Recursos Panorama

Fonte: CanalTech

Imagem: Kev Costello/ Unsplash

Você quer falar com alguém que não está na sua lista de contatos sobre um assunto bem específico, e o WhatsApp seria a melhor maneira de entrar em contato. Mas talvez você não queira ou não possa adicioná-la na agenda telefônica para só depois trocar mensagens. O que muitos não sabem é que é possível entrar em contato com pessoas sem ao menos adicioná-las em sua lista.
WhatsApp Web

A forma mais rápida de começar uma conversar com um número não adicionado é pelo WhatsApp Web, a versão Web do aplicativo. Você precisa: 

1. Colar o link (https://api.whatsapp.com/send?phone=XXXXXXXXXXX) na barra de digitação do seu navegador e substituir os X pelos números do telefone. Sendo os quatro primeiros dígitos para código do país (55 para o Brasil) e da região, DDD (11 para a cidade de São Paulo, por exemplo). Outra versão mais simples é o link http://wa.me/XXXXXXXXXXX, onde novamente os X são o código do país, o DDD e o número do celular. 

Imagem: Reprodução

2. Após inserir o número, aperte "Enter" em seu teclado
Imagem: Reprodução

3. Aparecerá uma tela de confirmação, clique em "Enviar uma mensagem"
Imagem: Reprodução

Aplicativo
No iOS, você só precisa:

1. Digitar o número no app Notas e salvar a nota criada.

Imagem: Reprodução

2. Entrar novamente na nota, tocar e segurar alguns segundos no número.

3. Escolher a opção WhatsApp.

Imagem: Reprodução


No Android, é necessário fazer o download de algum aplicativo de terceiro para criar conversas rápidas. O mais indicado é o WhatsApp Direct.

Se a pessoa que deseja conversar está no mesmo grupo que você, basta tocar no número dela e em "Conversar com".

Fonte: UOL


O Samsung Galaxy Xcover Pro é um smartphone Android avançado e abrangente em todos os pontos de vista com algumas características excelentes. Tem uma grande tela de 6.3 polegadas com uma resolução de 2400x1080 pixels. As funcionalidades oferecidas pelo Samsung Galaxy Xcover Pro são muitas e inovadoras. Começando pelo LTE 4G que permite a transferência de dados e excelente navegação na internet. Enfatizamos a excelente memória interna de 64 GB com a possibilidade de expansão.

O Samsung Galaxy Xcover Pro é um produto com poucos concorrentes em termos de multimídia graças à câmera de 25 megapixels que permite ao Samsung Galaxy Xcover Pro tirar fotos fantásticas com uma resolução de 5774x4330 pixels e gravar vídeos em alta definição (Full HD) com uma resolução de 1920x1080 pixels.


Desempenho e Hardware
Sistema operacional (OS) Android 10.0; One UI 2
Chipset - Exynos 9611 (10nm)
Processador CPU
- 8-core (4x2.0 GHz Cortex-A73 + 4x1.7 GHz Cortex-A53)
Processador Gráfico GPU - Mali-G72 MP3
Memória Externa microSD
Memória Interna 64GB 4GB RAM



Características comuns
Data de lançamento 2020, janeiro
Dimensões (AxLxP) Х Х mm
Peso 217 g
Cores Black
Bateria 4050 mAh, Removível, Li-Po
Preço aproximado 500 EUR / 2.299 R$ em conversão direta


Comunicação e Conectividade
Cartão SIM Single SIM (Nano-SIM)
-Dual SIM (Nano-SIM, Espera dupla)
Rede GSM / HSPA / LTE
-2G - GSM 850 / 900 / 1800 / 1900 - SIM 1 & SIM 2 (Dual SIM model only)
-3G - HSDPA 850 / 900 / 1900 / 2100
-4G - LTE (unspecified)
Velocidade HSPA 42.2/5.76 Mbps, LTE-A
GPRS sim
Edge sim
Wi-Fi Wi-Fi 802.11 a/b/g/n/ac, Espera dupla, Wi-Fi Direct, hotspot
GPS sim, com A-GPS
NFC sim
USB 2.0, Type-C 1.0 conector reversível
Bluetooth 5.0, A2DP, LE



Áudio e Música
Rádio 
Jack de fones de ouvido sim
Outros extras de áudio
- Cancelamento de ruído ativo com microfone dedicado



Outras Especificações
- Sensores - Sensor de impressões digitais (lado montado), Acelerómetro, Sensor de proximidade, Bússola
- ANT+
- Carregamento rápido da bateria 15W
- IP69 dust/water resistant
-Drop-to-concrete sustentabilidade para até 1.5 m
-MIL-STD-810G compatibilidade
- Versões: SM-G715F/DS, SM-G715FN/DS


ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS
TELA
Tecnologia IPS LCD
Touchscreen sim, capacitivo
Número de Cores 16M
Tamanho 6.3" Polegadas
Área da tela 95.8 cm2
Formato de tela 20:9 (Altura:Largura)
Resolução 1080 x 2400 px
Densidade de pixels 418 PPI

Camera e vídeo
Câmara traseira, Principal 25 MP, câmera única
Especificações
-25 MP, f/1.8, 26mm (grande angular), PDAF
-8 MP, f/2.2, 13mm (ultra grande angular), 1/4.0'', 1.12µm
Funções Dual-LED flash, HDR, panorama
Vídeo 1080p@30fps
Câmera frontal, selfie 13 MP, câmera única
Características -13 MP, (grande angular)
Funções HDR
Video 1080p@30fps

Fonte: Phones data

O Samsung Galaxy Note 10 Lite é um smartphone Android avançado e abrangente em todos os pontos de vista com algumas características excelentes. Tem uma grande tela de 6.7 polegadas com uma resolução de 2400x1080 pixels. As funcionalidades oferecidas pelo Samsung Galaxy Note 10 Lite são muitas e inovadoras. Começando pelo LTE 4G que permite a transferência de dados e excelente navegação na internet. Enfatizamos a excelente memória interna de 128 GB com a possibilidade de expansão.
Respeitável a câmera de 12 megapixels que permite ao Samsung Galaxy Note 10 Lite tirar fotos com uma resolução de 4000x3000 pixels e gravar vídeos em 4K a espantosa resolução de 3840x2160 pixels. Muito fino, 8.7 milímetros, o que torna o Samsung Galaxy Note 10 Lite realmente interessante.


Desempenho e Hardware
Sistema operacional (OS) Android 10.0; One UI 2
Chipset - Exynos 9810 (10 nm)
Processador CPU
- 8-core (4x2.7 GHz Mongoose M3 + 4x1.7 GHz Cortex-A55)
Processador Gráfico GPU - Mali-G72 MP18
Memória Externa microSD, até 1 TB
Memória Interna 128GB 6GB RAM, 128GB 8GB RAM


Características comuns
Data de lançamento 2020, janeiro
Dimensões (AxLxP) 163.7 Х 76.1 Х 8.7 mm
Peso 199 g
Cores Aura Glow, Aura Black, Aura Red
Bateria 4500 mAh, Não substituível, Li-Po
Preço aproximado 600 EUR / 2.728 R$ em conversão direta


Comunicação e Conectividade
Cartão SIM Single SIM (Nano-SIM)Dual SIM (Nano-SIM, Espera dupla)
Rede GSM / HSPA / LTE
Velocidade HSPA 42.2/5.76 Mbps, LTE-A
GPRS sim
Edge sim
Wi-Fi Wi-Fi 802.11 a/b/g/n/ac, Espera dupla, Wi-Fi Direct, hotspot
GPS sim, com A-GPS, GLONASS, GALILEO, BDS
NFC sim
USB 2.0, Type-C 1.0 conector reversível
Bluetooth 5.0, A2DP, LE


Áudio e Música
Jack de fones de ouvido sim
Outros extras de áudio - Cancelamento de ruído ativo com microfone dedicado


Outras Especificações
- Sensores - Sensor de impressões digitais (no ecrã, optical), Acelerómetro, Giroscópio, Sensor de proximidade, Bússola
- Samsung DeX (desktop experience support)
-ANT+
- Carregamento rápido da bateria
- Stylus (Bluetooth integration, accelerometro, gyro)
- Versões: SM-N770F/DS (Global)

Tela
Tecnologia Super AMOLED
Touchscreen sim, capacitivo
Número de Cores 16M
Tamanho 6.7" Polegadas
Área da tela 107.8 cm2
Formato de tela 20:9 (Altura:Largura)
Relação tela / corpo 86.6%
Resolução 1080 x 2400 px
Densidade de pixels 394 PPI
Outros extras de tela - Always-on display
-HDR


Camera e vídeo
Câmara traseira, Principal 12 MP, câmera tripla
Especificações
-12 MP, f/1.7, 27mm (grande angular), 1/2.55'', 1.4µm, Dual Pixel PDAF, OIS
-12 MP, f/2.4, 52mm (Teleobjetiva), 1/3.6'', 1.0µm, PDAF, OIS, 2x Zoom ótico
-12 MP, f/2.2, 13mm (ultra grande angular)
Funções LED flash, panorama, HDR
Vídeo 2160p@30fps, 1080p@30/60fps (gyro-EIS), 720p@960fps
Câmera frontal, selfie 32 MP, câmera única
Características -32 MP, f/2.2, 25mm (grande angular), 1/2.8'', 0.8µm
Funções HDR
Video 1080p@30fps

Fonte: Phones data


Xiaomi (pronounciado [/ɕjɑʊmi/], chinês: 小米科技, pinyin: Xiǎomĭ Kējì, literalmente "Xiaomi Tech") é uma empresa chinesa de produtos eletrônicos com sede em Pequim, na China.

Terceira maior distribuidora de smartphones do mundo, a Xiaomi projeta, desenvolve e vende celulares, aplicativos móveis e eletrônicos de consumo. Desde o lançamento de seu primeiro smartphone em agosto de 2011, a empresa ganhou participação de mercado na China continental e expandiu-se ao desenvolvimento de uma ampla gama de produtos eletrônicos de consumo, incluindo um dispositivo de ecossistema para casas inteligentes. O fundador e diretor executivo da empresa é Lei Jun, a 6ª pessoa mais rica da China, segundo a Forbes. A empresa vendeu mais de 60 milhões de telefones celulares em 2014.

A empresa tem mais de 5 000 funcionários, principalmente na China, Malásia, e Singapura, e está se a expandir mundialmente, como Índia e Indonésia, e nas Filipinas.De acordo com a IDC, a companhia hoje é o terceiro maior fabricante de smartphones do mundo, seguido pela Lenovo e LG em quarto e quinto lugar, respectivamente. A Samsung permanece em primeiro lugar, apesar da diminuição do volume de embarque, seguida pela Apple Inc. em segundo lugar. Xiaomi também se tornou o maior fornecedor de smartphones do mundo em 2014, tendo ultrapassado a Samsung, de acordo com um relatório da IDC.

No final de Novembro de 2014, tornou-se a empresa recém-lançada de tecnologia mais valiosa do mundo depois de ter recebido 4,1 bilhões de dólares de financiamento por parte dos investidores, fazendo com que valorizasse para mais de 46 bilhões de dólares. Em 2017, a Xiaomi foi eleita pelo ranking BrandZ como a 5ª marca chinesa com maior presença global, atrás da Lenovo, Huawei, Alibaba e Elex Tech.

Uma loja da Xiaomi em Hangzhou, Zhejiang, China

História
A Xiaomi foi fundada em 2010. A Xiaomi e MI são duas empresas diferentes. No entanto, elas produzem a MI e Redmi em colaboração entre si. O logo "MI" da Xiaomi é uma abreviação de "Mobile Internet" (internet móvel) desde que a Xiaomi foi fundada para ser a primeira empresa de tecnologia móvel. A Xiaomi tem um total de 15.222 funcionários em tempo integral. A maioria está baseada em Pequim, na China continental, enquanto os outros estão divididos entre Índia, Taiwan, Indonésia e Hong Kong.

Mercado brasileiro
No dia 29 de junho de 2015, a Xiaomi, gigante do mundo dos celulares, chegou ao Brasil por meio de parcerias. Sua loja oficial era administrada pela B2W Digital, que também vendia aparelhos da marca pelas suas empresas, Lojas Americanas, Submarino e Shoptime. Os produtos da Xiaomi também eram comercializados pela Walmart, Webfones e CNOVA. Apostou no desenvolvimento de uma ampla gama de produtos eletrônicos de consumo. Após aproximadamente 1 ano de sua chegada ao Brasil, a empresa deixou de trazer seus lançamentos, dando sinais que não tinha planos de seguir atuando no país. A Xiaomi encerrou suas atividades no Brasil no segundo semestre de 2016. Desde então, os consumidores da marca chinesa precisam procurar outros meios para adquirir os produtos, como a importação.

Em 2018 a Amazon introduziu em seu catálogo no Brasil aparelhos da Xiaomi. Em junho de 2019, o modelo Redmi Note 7 figurou em 1º lugar na lista de smartphones mais vendidos no Brasil pela Amazon.

Após várias especulações, em fevereiro de 2019 a DL Eletrônicos confirmou parceria com a Xiaomi para venda de seus aparelhos smartphones Redmi Note 6 Pro e o Pocophone F1 que seriam vendidos apenas nas lojas físicas da Ricardo Eletro. Portanto, em maio, em um evento oficial foi confirmado que a DL estaria trazendo vários produtos da marca por meio de importação com garantia local.Em junho de 2019 foi inaugurada a 1ª loja no Shopping Ibirapuera, zona sul de São Paulo, foi visitada por 7 mil pessoas no primeiro fim de semana de funcionamento..

Controvérsias
A Xiaomi viola a licença da GNU GPL por não estar em conformidade com os termos. O kernel Linux do projeto Android é licenciado sob os termos copyleft da GPL, que exige que a Xiaomi distribua o código fonte completo do kernel e árvores de dispositivos Android para cada dispositivo que distribuir.

Ao se recusar a fazê-lo, ou atrasando injustificadamente esses lançamentos, a Xiaomi está violando a lei de propriedade intelectual na China, como um estado da OMPI. O proeminente desenvolvedor do Android Francisco Franco criticou publicamente o comportamento da Xiaomi depois de repetidos atrasos no lançamento do código-fonte do kernel. A Xiaomi prometeu cumprir a GPL em tempo hábil daqui para frente.

Fonte: Wikipédia


Novos modos de captura para o Stories e listas inteligentes para gerenciar o conteúdo do feed estão entre as possíveis novidades

O Instagram passou por uma série de mudanças em 2019, e neste ano não deve ser diferente. A expectativa é que o aplicativo continue investindo em atualizações e lançando novos recursos para os usuários. A engenheira Jane Manchun Wong, conhecida por antecipar funcionalidades de redes sociais populares, descobriu que o Instagram está trabalhando em novos modos de captura para o Stories, listas inteligentes para gerenciar o conteúdo do feed e um efeito de realidade aumentada para trocar o fundo de fotos, entre outras novidades. Ficou curioso? A seguir, confira seis funções do Instagram aguardadas para 2020. Vale lembrar que não há previsão de lançamento para nenhum dos recursos.

1. Following List
Em fase de testes, novo recurso do Instagram agrupa automaticamente os perfis seguidos — Foto: Reprodução/Jane Manchun Wong
O Instagram está testando uma ferramenta para agrupar a lista de pessoas que você segue na rede social. A novidade foi descoberta pela engenheira Jane Manchun Wong e promete ajudar os usuários na hora de "fazer a limpa" no perfil. Segundo Wong, os grupos serão criados para facilitar o gerenciamento das contas e devem ser propostos automaticamente.
Conforme mostra a imagem obtida pela desenvolvedora, o recurso criaria categorias como "arte" e viagem", com base nas informações fornecidas pelas páginas comerciais ao Instagram. Além disso, o app exibiria listas com os perfis "mais mostrados no feed" e as "pessoas com quem eu menos interajo", baseado na sua atividade individual.

2. Poses
Poses: novo modo de câmera dos Stories é inspirado em cabines fotográficas retrô — Foto: Reprodução/Jane Manchun Wong
As possíveis novidades do Instagram em 2020 se estendem também aos Stories. Wong descobriu que a rede social está trabalhando em um novo modo de captura que imita uma cabine fotográfica retrô. Ao ativar o "Poses", como foi batizado o recurso, o app tira quatro fotos com intervalos de três segundos entre si e combina as imagens em um story no estilo stop motion.

3. Efeito "background" nos Stories
Novo efeito do Instagram permitirá fazer montagens de maneira fácil e rápida — Foto: Reprodução/Jane Manchun Wong
Imagine poder trocar, de maneira fácil e rápida, o fundo das suas fotos no Instagram. Em 2020, essa possibilidade pode virar realidade. Segundo Wong, a rede social está testando um novo efeito de realidade aumentada que permitiria fazer montagens com fotos da galeria do celular. Apelidado de "background", o recurso funcionaria como um chroma key, técnica utilizada no cinema e na fotografia para neutralizar o fundo de uma imagem e editá-la posteriormente. Em outras palavras, seria possível escolher uma foto do Coliseu, por exemplo, e interagir ao vivo com o monumento, fingindo estar em Roma.

4. Fotos sugeridas
Novo recurso do Instagram usa inteligência artificial para recomendar melhores fotos — Foto: Reprodução/Jane Manchun Wong
A escolha de boas fotos é muito importante para manter o feed do Instagram bonito e organizado. Se você tem dificuldades para fazer essa seleção, aí vai uma boa notícia: o Instagram está desenvolvendo o recurso "Fotos sugeridas", que usa inteligência artificial para recomendar as melhores imagens para postar no perfil e nos Stories. Também descoberta por Wong, a nova função ainda não tem previsão de lançamento.

5. Adesivo de eventos
Instagram deve lançar novo adesivo de eventos em 2020 — Foto: Reprodução/Jane Manchun Wong
A lista de stickers do Instagram Stories deve aumentar em 2020. A rede social está desenvolvendo um adesivo que permite convidar os seguidores para eventos. De acordo com imagem divulgada por Wong, seria possível adicionar detalhes como nome, data e local do evento ao sticker. Além disso, o novo recurso traria um botão de RSVP (sigla para a expressão "responda, por favor", em francês) para que os interessados possam confirmar presença.

6. Idade mínima
Instagram trabalha em recurso para definir idade mínima de visitantes do perfil — Foto: Reprodução/Jane Manchun Wong
A idade mínima para usar o Instagram é de 13 anos, mas a rede social parece estar trabalhando em uma função de classificação indicativa, que permite ao usuário restringir a idade dos visitantes do seu perfil. Uma imagem obtida por Wong mostra que seria possível também determinar idades mínimas diferentes para países específicos. Por exemplo, você pode definir 18 anos como idade padrão, mas permitir que adolescentes brasileiros de 16 anos acessem seu perfil, o que inclui posts e Stories.

Via Social Media Today e Jane Manchun Wong (1, 2, 3, 4 e 5)

O Google lançou um aplicativo bastante interessante com a linha Pixel 4 em 2019, especialmente para quem está estudando e quer transcrever as aulas ou para jornalistas que querem uma maneira mais fácil de passar para texto as entrevistas que fazem. O aplicativo de gravação de voz, além de registrar o áudio, também tem uma opção de transcrição bastante poderoso.

Uma pena que o app esteja disponível apenas para os usuários do Pixel 2 para a frente. Nem mesmo quem tem a primeira geração dos smartphones do Google pode aproveitar a funcionalidade. Ao menos não oficialmente. Afinal, como sempre desenvolvedores independentes conseguiram um jeitinho de portar o aplicativo para outros dispositivos.

De acordo com o XDA Developers, o app está 100% funcional para qualquer usuário de smartphones Samsung, Huawei, LG, Motorola, Nokia e Sony com o Android 9 Pie ou 10. Outras marcas que usem uma custom ROM baseada nessas versões mais recentes também são totalmente compatíveis com o app de gravação.


Tela inicial do app de gravação de voz do Google (Captura: Felipe Junqueira/Canaltech)

Apenas dispositivos da OPPO, Asus e OnePlus apresentaram problemas na transcrição, de acordo com os testes dos desenvolvedores. Já em relação aos aparelhos da Xiaomi, nenhum deles conseguiu rodar o app, mesmo com a MIUI 10 ou 11.

A redação do Canaltech testou o aplicativo em três dispositivos diferentes e conseguiu rodar a transcrição em inglês perfeitamente no Galaxy S10+, Motorola Moto G7 Power e Multilaser H. Infelizmente, a transcrição por ora só funciona com o inglês, mas conseguiu compreender muito bem o sotaque abrasileirado que testamos.

A questão das duas versões mais recentes se dá pelo fato de o próprio Google ter desenvolvido o app para quem tem Android 9 Pie ou superior. Versões do Android do Oreo para baixo não vão rodar mesmo que você instale o APK (links abaixo). Nós testamos apenas a versão oficial, mais antiga. Você pode testar a não-oficial mais recente, também. A instalação é simples, basta baixar e instalar.


MKRdezign

Fale com o MultiMidia Info

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget