Setembro 2021


Dias após apresentar diversos novos headsets e caixas de som portáteis, e de anunciar a chegada dos fones Live Pro Plus TWS ao Brasil, a JBL traz agora ao país a caixa de som Bluetooth BassPro Go. O dispositivo se destaca pelo formato curioso, munido de uma base especial para automóveis, prometendo som de alta potência, resistência e versatilidade.


BassPro Go se destaca pelo formato 2 em 1
O maior destaque da BassPro Go é o formato 2 em 1 — trata-se de uma caixa de som Bluetooth bastante encorpada, acompanhada de base fixa que deve ser acoplada em carros, geralmente no porta-malas, para se transformar em um subwoofer automotivo, sem deixar a portabilidade de lado ao permitir desconexão rápida do veículo.


A JBL destaca como o acessório é conveniente, atendendo às suas necessidades de acordo com o momento, além de robusto, contando com certificação IPX5 de resistência a respingos de água.


A caixa é equipada com sistema de som que garante 100 W de potência RMS e entrega resposta de frequência entre 40 Hz e 20 kHz, a -3 dB, contando ainda com Bluetooth 4.2 para se conectar a até três dispositivos simultaneamente ou outras duas BassPro Go para entregar som mais robusto, com a tecnologia JBL Connect.


A bateria tem capacidade de 3.000 mAh e promete até 8 horas de autonomia, trazendo carregamento via porta USB 2.0 com potência de 10,5 W. O acessório também atua como uma power bank, sendo capaz de recarregar celulares e outros dispositivos móveis.
Preço e disponibilidade

A JBL BassPro Go já está disponível através do site oficial da JBL, apenas na cor preta, com preço sugerido de R$ 3.499.


JBL BassPro Go: ficha técnica
  • Potência do amplificador, modo subwoofer: 100 W RMS
  • Reposta de frequência: 40 Hz a 20kHz a -3 dB
  • Filtro lowpass, modo subwoofer: 80/100/120 Hz
  • Reforço de graves: 0dB até +6 dB a 45 Hz
  • Versão do Bluetooth: 4.2
  • Bateria: 3.000 mAh, com carregamento via USB 2.0 de 10,5 W (5V/2,1 A)
  • Potência do fusível: 15 A

Fonte: JBL

Desde o Último dia 17 de Setembro o instagram passou a exibir o desenho de "Corrente" acessível na parte de figurinhas para substituir o famosos "Arrasta pra cima"


Semanas atrás já era possível vê avisos sobre a mudança logo ao abrir o App, A novidade chega pra aposentar de vez todos os Gifs que tanto fizeram sucesso de "arrastar pra cima".

Imagem: Mario Batista

O novo modo de colocar links nos Stories muda para a parte de figurinhas na opção "Link"

Imagem: Mario Batista

Imagem: Mario Batista

Ao clicar nessa nova figurinha o usuário poderá colocar o link desejado (Semelhante a função arrastar antiga)

Imagem: Mario Batista

Com a atualização dessa função, diferentemente do antigo "Arrasta pra cima", o link que o usuário inserir ficará visível no Story (Mas apenas a parte principal do domínio).

Reprodução: Honey Gain

Recentemente lançamos aqui no MultiMidia Info um artigo onde falamos dos avisos emitidos pelo sistema de proteção do Google Play (Play Protect) sobre os riscos que os usuários estavam suscetíveis a passar ao continuar utilizando o App Honey Gain, o sistema até desabilitou o App dos dispositivos, cabendo ao usuário reativa-lo novamente.

Em resposta ao nosso comunicado via Email a equipe Honey Gain nos explicou o seguinte;


"O aviso que você recebeu não é um caso isolado em relação à Honeygain. Devido a certas atualizações feitas no serviço Play Protect do Google, uma grande quantidade de aplicativos baixados via download comum (instalados diretamente por meio de arquivos .apk em vez de baixados da Play Store) foram afetados pelo mesmo aviso.

Fique tranquilo, assim como o processo de instalação em si não requer dados pessoais ou quaisquer permissões, o aplicativo Honeygain não pode causar danos ao seu dispositivo.

Nós simplesmente sugerimos continuar com o uso e instalação do aplicativo. Você pode fazer isso expandindo a seção "Detalhes" e pressionando o botão "Instalar mesmo assim".

Além disso, sugerimos atualizar o aplicativo para a versão mais recente, pois isso resolve o problema do aparecimento do aviso falso.

Apenas a versão 0.9.1 do aplicativo Android foi sinalizada como falsa.

Todas as versões anteriores (0.2.0–0.9.0 e 0.9.2 (a versão mais recente)) não são afetadas."

No comunicado ao MultiMidia Info o Gerente Sênior de atendimento ao cliente ainda nos informa que o usuário poderá baixar a versão mais recente do aplicativo Honeygain para Android através desse Link.

Mais informações sobre esse problema podem ser encontradas aqui (Somente em Inglês)

Reprodução: honeygain

Vários aplicativos baixados fora da Play Store vem sofrendo o mesmo tipo de aviso por parte do sistema de proteção Play Protect do Google, alguns são apenas erros de atualização como o caso da Honey Gain, mas fique atento e sempre se preocupe em checar com cuidado as fontes de onde você esta baixando seus aplicativos, assim como o Honey Gain que usa cerificado SLL em seu site, baixe apenas aplicativos de fora da Play Store em sites confiáveis que tenham boas referências.

Reprodução: Honey Gain

Confira o trabalho desse talentoso Artista e ilustrador Digital


O Artista Digital e ilustrador de pseudônimo Samukarts em suas redes sociais "reimagina" os personagens de Dragon Ball Z como os amados personagens de Chaves.


































Com software de edição de imagem o Artista digital traz realmente a vida personagens tão queridos e distintos da Ásia e America Latina ao mesmo tempo, seu instagram já se aproxima dos 20 mil seguidores e o número de fãs só tende a crescer já que o artista posta muito conteúdo da cultura Nerd.



Em suas ilustrações Roberto Gómez Bolaños, o amado personagem chaves, se transforma no Androide 17, já o personagem de María Antonieta de Las Nieves, a Chiquinha, seria a Androide 18. Carlos Villagrán, o bochechudo Quico, se transforma no Androide Cell.


Édgar Vivar, o Sr. Barriga e o Nhonho, encarnam o Androide 19, já o Rubén Aguirre, o Professor Jifafales seria o Androide 16. E com destaque especial para Eterno e engraçadíssimo Seu Madruga (Ramón Valdés), como o Dr. Maki Gero, criador dos Androides.

































Confira as Redes Sociais do Artista: Instagram / Facebook

Aplicativo Honey Gain vem sendo desativado em dispositivos de usuários.


Aplicativo Honey Gain, um dos queridinhos da galera que procura uma renda passiva, (e que não esta presente oficialmente na Play Store) começou a ser alvo do sistema de proteção da Google Play Store.

Reprodução: Mario Batista

O Play Protect que regularmente verifica se os aplicativos que estão instalados nos aparelhos do usuário tem comportamentos nocivos, Se algum risco de segurança for encontrado o usuário recebe essa notificação acima.

Reprodução: Mario Batista

O sistema de proteção do google desabilita o aplicativo "Potencialmente" nocivo, cabendo apenas ao usuário acatar o aviso do google ou por decisão própria reabilitar o App em questão.

Reprodução: Mario Batista

O sistema Play Protect esta em constante verificação para detectar Apps suspeitos ou nocivos para seu aparelho, entre os avisos mais graves do Play Protect sobre o App do Honey Gain estão o de que o App tenta controlar seu dispositivo e roubar seus dados, apesar do aplicativo ser mundialmente conhecido e quase não haver relatos de problemas por seus próprios usuários e também grandes portais de tecnologia, na tarde desse sábado 18, os primeiros avisos começam a aparecer em aparelhos de diversos países, inclusive na índia.

Reprodução: Twitter

Usuário indiano em uma postagem no Twitter posta o mesmo aviso do Play Protect que já recebemos aqui no Brasil, e na legenda o mesmo faz a pergunta, "@Honeygain_App Ainda devo usar o aplicativo?"

Reprodução: Twitter

Até o momento do fechamento dessa matéria não tivemos relatos de uso indevido por parte do Honey Gain com dados dos usuários ou relatos de vítimas por serem prejudicadas pelo uso do App, sendo que a decisão do uso ou não do aplicativo no aparelho fica mesmo a cargo de cada usuário.

Você sabia que é possível fazer mais de 50 comandos diferentes com a tecla “Windows” do seu computador? Os atalhos de tecla, são uma alternativa inteligente que os computadores oferecem para fazer várias funções diretamente pelo teclado. Assim, em alguns casos você nem vai precisar usar o seu mouse.

Quem me acompanha por aqui, já deve ter visto algumas matérias com temas parecidos, né? No Canaltech, também temos outras matérias dedicadas aos comandos e teclas dos computadores:

Mas, hoje vamos falar dos comandos que você pode fazer usando a tecla Windows no seu computador! Confira nas próximas linhas!

55 Comandos que você pode fazer com a tecla Windows no PC
Windows 10

No Windows 10, você pode aproveitar as seguintes combinações de teclas:


1. Tecla Windows: abrir ou fechar o Menu Iniciar;
2. Windows + A: abrir ou fechar a Central de Ações;
3. Windows + B: define o foco na Área de notificação;
4. Windows + C: abre a Cortana no modo de escuta.
5. Windows + shift + C: abre o menu de botões;
6. Windows + D: mostra ou ocultar a área de trabalho;
7. Windows + Alt + D: mostra ou ocultar data e hora na área de trabalho;
8. Windows + E: mostra o explorador de arquivos;
9. Windows + F: abre o Hub de Feedback e tirar uma captura de tela;
10. Windows + G: abre a Barra de jogo quando um jogo é aberto;
11. Windows + H: inicia a função de ditado;
12. Windows + I: abre configurações;
13. Windows + J: define o foco para uma dica do Windows quando houver uma disponível;
14. Windows + K: abre a ação rápida “Conectar”;
15. Windows + L: bloqueia seu computador ou muda de conta;
16. Windows + M: minimiza todas as janelas;
17. Windows + O: bloqueia a orientação do dispositivo;
18. Windows + P: escolhe um modo de exibição de apresentação;
19. Windows + Ctrl + Q: abre a assistência rápida;
20. Windows + R: abre a caixa de diálogo Executar;
21. Windows + S: abre a pesquisa;
22. Windows + Shift + S: faz captura de uma área selecionada da tela;
23. Windows + T: percorre os aplicativos da barra de tarefas;
24. Windows + U: abre a central de acessibilidade de acesso;
25. Windows + V: abre a Área de transferência;
26. Windows + Shift + V: percorre as notificações;
27. Windows + X: abre o menu Link Rápido;
28. Windows + Y: alterna a entrada entre o Windows Mixed Reality e a área de trabalho;
29. Windows + Z: exibe os comandos disponíveis em um aplicativo no modo de tela inteira;
30. Windows + . (ponto, ou ponto e virgula): abre o menu de emojis;
31. Windows + , (virgula): espia temporariamente a área de trabalho;
32. Windows + Pause: abre a caixa de diálogo Propriedades do Sistema;
33. Windows + Ctrl + F: procura por computadores (se você estiver em uma rede);
34. Windows + Shift + M: restaura as janelas minimizadas na área de trabalho;
35. Windows + (número): abre a área de trabalho e inicia o aplicativo fixado na barra de tarefas, na posição indicada pelo número. Se o aplicativo já estiver em execução, mudar para esse aplicativo;
36. Windows + Shift + (número): abre a área de trabalho e inicia uma nova instância do aplicativo fixado na barra de tarefas, na posição indicada pelo número;
37. Windows + Ctrl + (número): abre a área de trabalho e muda para a última janela ativa do aplicativo fixado na barra de tarefas, na posição indicada pelo número;
38. Windows + Alt + (número): abre a área de trabalho e abre a Lista de Atalhos do aplicativo fixado na barra de tarefas, na posição indicada pelo número;
39. Windows + Tab: abre a visão de tarefas;
40. Windows + seta para cima: maximiza a janela;
41. Windows + seta para baixo: remove o aplicativo atual da tela ou minimiza a janela;
42. Windows + seta para esquerda: maximiza a janela do aplicativo ou da área de trabalho, no lado esquerdo da tela;
43. Windows + seta para direita: maximiza a janela do aplicativo ou da área de trabalho, no lado direito da tela;
44. Windows + Home: minimiza todas as janelas da área de trabalho, exceto a ativa (restaura todas as janelas com um segundo pressionamento);
45. Windows + Up seta: alonga a janela da área de trabalho até as partes superior e inferior da tela;
46. Windows + Shift + seta para direita ou esquerda: move um aplicativo ou janela para outro monitor;
47. Windows + barra de espaço: altera o idioma de entrada e o layout do teclado;
48. Windows + Ctrl + barra de espaço: altera para uma entrada selecionada anteriormente;
49. Windows + Ctrl + Enter: liga o narrador;
50. Windows + sinal de adição: ativa a lupa;
51. Windows + / (barra): começa a reconversão IME;
52. Windows + Ctrl + V: abre os alertas;
53. Windows + Ctrl + Shift + B: ativa o computador na tela preta e branca;
54. Windows + F1: abre a central de ajuda;
55. Windows + Esc: sai da Lupa;

Fonte: Microsoft

Microsoft deve anunciar Surface Duo 2, Surface Pro 8 e sucessor para Surface Book 3; computadores já devem ter suporte ao Windows 11

Surface Pro 7 deve ganhar sucessor em setembro (Imagem: Divulgação/Microsoft)

A Microsoft divulgou, nesta quarta-feira (1º), o convite para um evento no dia 22 de setembro, no qual deve apresentar sua nova linha de produtos Surface. Entre os aparelhos esperados para a ocasião, estão o Surface Duo de segunda geração — celular com duas telas e Android — e novos computadores Surface, que já devem rodar o Windows 11.

Suposto Surface Duo 2 (Imagem: Reprodução/Tech Rat via YouTube)

Surface Pro 8 com Windows 11
Como sugere a imagem do convite, um novo modelo da linha Surface Pro deve dar as caras no evento. As expectativas sobre o Surface Pro 8 são modestas em relação às mudanças visuais. O 2 em 1 deve ter um hardware semelhante ao Pro 7, com alguns ajustes em detalhes para parecer mais sofisticado. A tela pode ser ligeiramente maior, com 12,7 ou 13 polegadas.

Outras especificações esperadas incluem processador Intel de 11ª geração (Core i3-1125G4, i5-1155G7, i7-1185G7 ou i7-1195G7), armazenamento em SSD de até 1 TB, e o fim do modelo de 4 GB de RAM — teríamos opções com 8 GB, 16 GB e 32 GB.

O suporte ao Windows 11 deve possibilitar ainda que a Microsoft lance uma nova caneta Surface com feedback tátil, para ser usada com o dispositivo.

Surface Pro aparece em convite da Microsoft para evento em setembro (Imagem: Divulgação)

Surface Book 4 ou Surface Laptop Pro
É esperado que a Microsoft lance um sucessor para o Surface Book 3 em setembro. Apesar disso, o notebook pode não se chamar Surface Book 4, e sim Surface Laptop Pro ou Surface Laptop Studio, de acordo com o Windows Central.

De todo modo, o computador deve ter tela não removível de 14 polegadas com alta taxa de atualização dinâmica, e um chip mais poderoso, com processador de 6 ou 8 núcleos. Ele também deve trazer placa de vídeo RTX, da NVIDIA.
Surface Duo 2 deve ter Snapadragon 888, da Qualcomm

Com especificações vazadas em julho, o Surface Duo 2 deve contar com o chip Snapdragon 888, da Qualcomm, um octa-core de até 2,84 GHz. O suposto celular também apareceu no Geekbench, com memória RAM de 8 GB, e atingindo pontuação de 1.091 no teste de um único núcleo e 3.517 no multi-core.

A segunda geração do Surface Duo deve trazer Android 11 de fábrica, suporte a redes 5G e chip NFC. Também são esperadas três câmeras na traseira, uma com lente teleobjetiva, outra ultrawide e a lente padrão (grande-angular).

O smartphone deve manter duas telas separadas em vez de optar por uma tela dobrável, como a do Samsung Galaxy Z Fold 3.

Via: tecnoblog


Agora é oficial: a Microsoft começou a "ejetar" usuários do programa Windows Insider que possuem PCs ou notebooks incompatíveis com o novo Windows 11. A infeliz notícia foi confirmado por diversos testadores nas redes sociais e provocou até mesmo um sentimento de revolta entre alguns.

Quando anunciou o Windows 11 no agora distante mês de junho, a Microsoft permitiu que muitos usuários com PCs antigos, sem chip TPM 2.0 ou com processadores de gerações mais velhas pudessem instalar o Windows 11. A própria desenvolvedora alega que isso era necessário para ver como o novo software se comportaria nessas máquinas.

Com o lançamento oficial programado para o dia 5 de outubro, a Microsoft está exigindo que usuários que estavam no canal Dev e tem PCs incompatíveis reinstalem o Windows 10. Isso porque as atualizações do Windows 11 serão bloqueadas oficialmente.


Em sua justificativa, a Microsoft afirma que PCs mais recentes tem uma taxa de estabilidade no Windows 11 que chega a 99,8%. Já os computadores mais antigos atingiram o número de 99,7%.

A diferença é de apenas 0,1% e a Microsoft não explicou ao certo a sua métrica, mas isso já foi o suficiente para impedir que esses PCs pudessem usar o Windows 11.

Claro que esse dado também pode ter sido crucial para que a gigante de Redmond permitisse que usuários pudessem instalar o Windows 11 via ISO em PCs incompatíveis. No entanto, o bloqueio do Windows Update segue praticamente a mesma lógica aplicada no programa Insider.

Aqueles usuários que quiserem permanecer no Windows 11, não precisam voltar ao 10. Contudo, seu PC não receberá novas compilações e isso pode fazer muita gente retornar para a versão anterior, uma vez que ela tem suporte garantido até 2025.

MKRdezign

Fale com o MultiMidia Info

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget