12/17/19


Nesta terça-feira (17), o DxOMark revelou sua análise para a câmera do Huawei Mate 30 Pro 5G, colocando-o como o mais novo campeão do ranking mundial de smartphones no quesito câmera. A versão 4G do Mate 30 Pro, que era o líder, agora foi superada pela sua variante 5G.

Com mesmo hardware, variante 5G leva vantagem
O Huawei Mate 30 Pro e o Xiaomi Mi Note 10 estavam no topo do ranking do DxOMark, ambos com 121 pontos. Já a variante 5G do Mate 30 Pro roubou a cena ao fazer 123 pontos, se tonando o novo líder.

Fonte: DxOMark/Reprodução

Mas, se os aparelhos da Huawei têm o mesmo conjunto de câmeras, como um conseguiu superar o outro? A resposta para essa pergunta é: software. Nem só de lentes de faz boas fotos e vídeos, e a Huawei pôde comprovar isso mais uma vez. A empresa investiu tempo extra para melhorar seu software dedicado à câmera. A diferença não é gigante, mas valeu a pena.

O Mate 30 Pro 5G fez 134 e 102 pontos, respectivamente, nas categorias fotografia e vídeo. Em contrapartida, a variante 4G conseguiu 132 e 100 pontos em ambas as categorias.

A análise afirma que a variante 5G conta com um novo algoritmo de multiexposição que melhora as fotos com flash, no modo retrato. Os dois aparelhos performam diferente neste modo de foto, mesmo com o flash desligado. Veja os exemplos abaixo:

Foto no modo retrato com o Mate 30 Pro 5G (à esquerda) e com o Mate 30 Pro. (Fonte: DxOMark/Reprodução)

Houve melhorias, também, nos modos de zoom e noturno. Já quando falamos de vídeos, a variante 5G se saiu melhor em relação a texturas, ruído e autofoco. Esse último foi melhorado, sobretudo, em condições de baixa iluminação.

No entanto, apesar das melhorias, houve um ponto em que a variante 5G pontuou menos que a 4G: fotos com ângulo ultrawide. Isso acontece porque a nova revisão do software possui um algoritmo antidistorção para esse tipo de foto que reduz um pouco o campo de visão real.

Fontes: Gizchina


A Xiaomi lançou uma impressora de realidade aumentada (AR) na Youpin, plataforma chinesa de financiamento coletivo. Chamada de Jiyin Gramophone Photo Printer, a máquina interativa gera fotos que podem ser vistas em movimento (de 3 a 60 segundos), ao passar a câmera do celular sobre elas. Para isso, é criada uma espécie de código de AR, que conecta essas impressões a um vídeo prévio armazenado em nuvem.


Para visualizar imagens em movimento, basta passar a câmera do celular sobre as fotos impressas na Jiyin Gramophone. (Fonte: Xiaomi/Divulgação)

Segundo a Xiaomi, a Jiyin Gramophone pode gerar até 40 fotos (por carga completa) de 6 polegadas com resolução de 300 dpi. Com a ideia de torná-las duráveis, a fabricante também utilizou um revestimento especial à prova de desbotamento, oxidação, respingos d’água e impressões digitais. Assim, podem também ser armazenadas com segurança em álbuns, porta-retratos e caixas.

A impressora é compacta, com dimensões de 20,5 × 12,4 × 8,5 cm e peso de apenas 1,4 kg. No momento, ela está disponível somente na China por 699 iuanes (cerca de R$ 411, na conversão direta e sem considerar impostos).

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget