08/06/19




A Huawei não teve uma vida fácil nos últimos meses, mas isso não impediu a empresa de ganhar ainda mais espaço no mercado de smartphones. De acordo com dados da International Data Corporation (IDC), a companhia superou a Apple em vendas de smartphones mundialmente no último trimestre fiscal, mantendo sua posição como segunda maior vendedora de celulares do mundo e ficando mais próxima da Samsung, que lidera no setor.

Mais do que isso: a Huawei já vende mais celulares em sua terra-natal do que a Apple em todo o mundo. A China foi responsável por 62% das vendas da empresa, o equivalente a 36,4 milhões de dispositivos em três meses, mais do que a Apple conseguiu em todo o globo.

Entre os meses de abril e junho, a empresa chinesa comercializou 58,7 milhões de smartphones mundialmente, angariando uma fatia de 17,6% do mercado global. O número representa um crescimento de 8,3% em relação ao mesmo período do ano passado, o que fez a empresa ficar ainda mais longe da Apple e encostar na Samsung.


A Samsung permanece líder no mercado global de smartphones. A dona dos Galaxys vendeu 75,5 milhões de dispositivos móveis e garantiu uma fatia de 22,7% no segmento. A empresa, porém, teve crescimento anual de 5,5%, o que permitiu que a Huawei se aproximasse.
Xiaomi chegandoMi 8 e iPhone X. (Fonte: Xiaomi Today)

A fabricante de Cupertino conseguiu comercializar 33,8 milhões de iPhones durante o último trimestre, mas teve um decréscimo nas vendas de 18,2% em relação ao mesmo período do ano passado. A queda foi sentida no relatório fiscal da firma, que teve 48% de sua renda vinda do segmento de celulares entre os meses de abril e junho.

Além de estar gastando bilhões em busca de novas fontes de renda, a Apple também está vendo a Xiaomi chegando em busca da medalha de bronze no mercado mobile. Segundo a IDC, a fabricante conhecida pelo custo-benefício vendeu 32,3 milhões de dispositivos móveis no último trimestre, dominando 9,7% do segmento globalmente.

Via: Tecmundo / IDC

O Galaxy Tab S6 enriquece a experiência móvel ao permitir que as pessoas expressem suas ideias e façam mais
Fonte: Divulgação

A Samsung Electronics Co. Ltd. anunciou no último dia 2 desse mês o Galaxy Tab S6, um novo tablet que permite que as pessoas criem e se conectem, desfrutem de entretenimento imersivo e cumpram suas metas onde quer que estejam. Criado para aqueles que precisam satisfazer sua curiosidade e expressar seu talento criativo, o Galaxy Tab S6 permite que os usuários façam mais do que podiam em qualquer tablet anterior.

“A inspiração do dia acontece a qualquer momento, e as pessoas precisam de um dispositivo capaz de acompanhar essa imaginação incessante, complementando seus estilos de vida”, disse DJ Koh, Presidente e CEO da Divisão de IT e Mobile e da Samsung Electronics. “O Galaxy Tab S6 permite que os consumidores liberem sua criatividade e oferece os recursos de produtividade de alta qualidade e a tecnologia avançada que eles esperam dos tablets Samsung.”

Mais Criatividade e Produtividade com a S Pen redesenhada
Fonte: Divulgação

A S Pen da Samsung começou como um instrumento para escrever e desenhar, mas evoluiu para se tornar o maior parceiro de criatividade e produtividade. Agora, com funcionalidade de controle remoto e recursos de carregamento sem fio, a S Pen do Galaxy Tab S6 coloca ainda mais poder e controle nas mãos dos usuários. Com recursos de controle remoto BLE integrados2, incluindo uma função gestual chamada S Pen Air Actions, a S Pen permite fazer selfies e vídeos intuitivamente, ou controlar o conteúdo multimídia que o usuário cria mesmo quando o tablet não está nas suas mãos. Além disso, a S Pen conta com carregamento sem fio que oferece até 10 horas de duração da bateria3 depois de apenas dez minutos de carga.

O Galaxy Tab S6 torna fácil fazer anotações com a S Pen. Com apenas um clique, anotações manuscritas no Samsung Notes podem ser convertidas em texto digital e exportadas para formatos como o Microsoft Word. O usuário também pode fazer anotações rápidas ou esboços enquanto assiste a um vídeo na mesma tela, apenas ajustando a transparência da janela do Samsung Notes – perfeito para multitarefa sem esforço.

Uma versão nova e aprimorada do Samsung DeX4 também está presente no Galaxy Tab S6, permitindo a transição perfeita para uma experiência de PC, de modo que o usuário possa realizar múltiplas tarefas com facilidade e otimizar sua experiência de visualização. Com uma tecla de função DeX adicionada à nova Capa Teclado dedicada do Galaxy Tab S6, o usuário pode iniciar e fechar o DeX com apenas um toque. O teclado foi finamente ajustado para melhor funcionalidade, incluindo um suporte de S-Pen, suporte de ângulo livre, touch pad e novas teclas de função.

Fonte: Divulgação

Tecnologia Avançada para a praticidade diária
Entre os benefícios trazidos pelo Galaxy Tab S6 está a primeira câmera dupla da Samsung com câmera Ultra-Wide em um tablet, dentro de um corpo compacto de 5,7 mm, mais leve e portátil. A câmera Ultra-Wide permite que os usuários capturem o cenário e as paisagens da mesma forma que os veem, com um campo de visão de 123 graus, tão amplo quanto o olho humano. Já a Unidade de Processamento Neural permite fazer fotos que pareçam ter sido tiradas por um profissional, através de efeitos aprimorados para seus objetos.

Com o Galaxy Tab S6, a Samsung também traz o Leitor de Impressão Digital em Tela pela primeira vez para um tablet, para que o acesso ao seu dispositivo seja mais prático do que nunca. A facilidade e a conveniência ficam ainda mais protegidas com o Samsung Knox, a plataforma de segurança da Samsung. Além disso, o usuário pode ativar seu Galaxy Tab S6 com praticidade apenas tocando duas vezes na tela, para fazer login e iniciar seu dia rapidamente.

Como parte do Ecossistema Galaxy da Samsung, o Galaxy Tab S6 se converte em um hub de experiência conectada para que possa administrar seus eletrodomésticos com o SmartThings. Usando também a Bixby5, o usuário pode controlar seus dispositivos facilmente por meio de comandos de voz.

Fonte: Divulgação

O Galaxy Tab S6 permite jogos de alta qualidade através de uma combinação de gráficos, sons, e hardware e software inteligentes, reforçados por parcerias com as principais plataformas de jogos, como Unity e Unreal Engine. Um poderoso processador e o Game Booster com recursos de IA melhoram a experiência de jogo no Galaxy Tab S6 através da otimização de FPS, atraso de tela, tempo de carregamento e muito mais.

No Brasil, o Galaxy Tab S6 vem na cor Cinza e estará disponível nas lojas físicas e on-line a partir do final de setembro.

Fonte: Divulgação

Samsung Galaxy Tab S6 – Especificações do Produto
EspecificaçõesTab S6
Tela10.5” WQXGA, Super AMOLED
CorMountain Gray (Cinza Montanha)
Dimensões e Peso244,5 x 159,5 X 5,7mm, 420g
Câmera8MP (Frontal), 13MP + 5MP (Traseira)
Memória /Armazenamento6GB + 128GB ou 8GB + 256GB, MicroSD (até 1TB)
AP7nm 64-bit Processador Octa-core (Max. 2.8 GHz + 2.4 GHz + 1.7 GHz)
BateriaTablet7,040mAh
S Pen0,35mAh
ConectividadeWi-Fi 802.11 a/b/g/n/ac 2.4G+5GHz, MIMO, Wi-Fi Direct,
Bluetooth® 5.0
GPSGPS + GLONASS, Beidou, Galileo
SensoresLeitor óptico de impressão digital na tela, Acelerômetro, Sensor de Giroscópio, Sensor Geomagnético, Sensor de Hall, Sensor de Luz RGB
MIC2 MICs
VídeoGravação: UHD 4K (3840×2160) a 30fps
Reprodução: UHD 8K (7680 x 4320) a 30fps
Áudio4 alto-falantes sintonizados por AKG e Dolby Atmos®
AcessóriosCapa Teclado, Capa Livro, Estação de Carregamento POGO, S Pen
 
Fonte: Divulgação



Fonte: Divulgação

O Batman e a AT&T uniram forças em público pela primeira vez no fim de julho
Batman: DC pensa em como viver na era do streaming (Reprodução/Reprodução)

Após 80 anos lutando contra vilões como o Coringa e o Charada, o Batman enfrenta sua maior batalha até hoje: a guerra do streaming.

O Cavaleiro das Trevas, a Mulher-Maravilha e outros membros da Liga da Justiça que estrelam os quadrinhos da DC passaram para as mãos de um novo proprietário no ano passado, quando a AT&T (empresa americana de telecomunicações) pagou 85,4 bilhões de dólares pela aquisição da Time Warner, controladora da DC. Agora, eles precisam provar seu valor para os novos chefes em um mundo de entretenimento dominado pelo streaming.

Imagem: Reprodução

O Batman e a AT&T uniram forças em público pela primeira vez no fim de julho, na Comic-Con Internacional, convenção anual de quadrinhos em San Diego, em uma mostra chamada “The Batman Experience Powered by AT&T”.

Com arte em quadrinhos, videogames vintage e adereços e figurinos de filmes, a exibição celebrou o 80º aniversário do personagem como uma figura representativa da cultura pop americana. A atração central era o Mergulho do Cavaleiro das Trevas, que envolvia paraquedismo e um elemento de realidade virtual.

A empresa sediada em Dallas, contudo, tinha planos mais ambiciosos quando comprou a Time Warner e as produções da HBO, como “Game of Thrones”, e os filmes da Warner Bros., como a franquia Harry Potter.

O propósito de unir as duas companhias era criar algo novo na indústria midiática: uma potência do entretenimento capaz de alcançar milhões de pessoas por meio de um vasto sistema de distribuição de dispositivos móveis e redes de satélite, e também de criar o conteúdo para preencher essas telas.

Imagem: Reprodução

É aí que a DC entra. Como a AT&T concorre com Netflix, Disney, Amazon e outras plataformas do ramo do streaming, é provável que aposte em Batman, Mulher-Maravilha, Super-Homem e outros super-heróis da DC que combatem o crime. “A criação de conteúdo é onde precisa estar o foco. E esse conteúdo tem um valor tremendo”, explicou Richard Greenfield, analista de mídia da empresa de pesquisa BTIG Research.

Com consumidores cada vez mais independentes, espera-se que a receita anual dos serviços de streaming no mundo todo suba 8 por cento em 2019 e chegue a quase 25 bilhões de dólares, segundo o Statista, portal alemão on-line de estatística. A Netflix está na liderança, com mais de 151 milhões de assinantes em âmbito global. A expectativa de Wall Street é que essa empresa sozinha gere 20 bilhões de dólares em receita de streaming este ano.

Imagem: Reprodução

O principal serviço de streaming da AT&T, anunciado em julho como HBO Max, vai ser lançado no primeiro semestre do ano que vem. Como o gênero dos super-heróis não dá sinais de cansaço na corrida pelas maiores bilheterias, a inclusão do Batman e do restante do tesouro da DC no novo serviço da AT&T faria sentido, dizem os analistas.

“A DC tem uma extensa biblioteca de conteúdo que eles podem colocar nessa plataforma. Pela lógica, faria sentido colocar o universo DC no serviço HBO Max”, disse Frank Louthan, analista de telecomunicações da Raymond James.

Batman e seus amigos super-heróis já têm uma casa de streaming, a DC Universe, uma central que inclui conteúdo original e programas de TV e filmes clássicos, além de quadrinhos digitais, comercialização de produtos licenciados e um fórum para os fãs.

O planejamento da DC Universe já estava em ação antes que a aquisição da Time Warner pela AT&T fosse concluída na metade do ano passado, e o serviço entrou no ar poucos meses após a compra.

Imagem: Reprodução

A concorrência no streaming vai ficar mais pesada nos próximos meses. A Walt Disney Co. vai entrar na briga com um novo serviço, o Disney Plus. Com os filmes da Pixar e a franquia “Star Wars”, entre outros incontáveis sucessos, com certeza não vai faltar conteúdo para o serviço da Disney – e, a sete dólares mensais, vai ser mais barato do que uma assinatura básica da Netflix.

Imagem: Reprodução

A Disney também é dona do maior rival da DC, a Marvel Entertainment, casa dos Vingadores, um time de amigos superpoderosos que, apesar de algumas desavenças entre si, conseguem se manter coesos para defender o mundo de ameaças. Recentemente, eles protagonizaram mais filmes de sucesso do que seus correspondentes da Liga da Justiça.

Diferentemente da Marvel, a DC não criou um universo cinematográfico dependente de narrativas interligadas em série. Disponibilizar à la carte as histórias dos super-heróis pode ter desvantagens, mas permitiu que os consumidores pudessem assistir a filmes como “Mulher-Maravilha” e a trilogia do Cavaleiro das Trevas, dirigida por Christopher Nolan, sem mencionar séries de TV como “The Flash” e “Gotham”, sem ficarem perdidos.

Imagem: Reprodução

A Apple também planeja surfar a onda do streaming no segundo semestre deste ano, com uma lista de atrações de Oprah Winfrey, Steven Spielberg, J. J. Abrams e Reese Witherspoon, entre outros; a NBCUniversal prepara também um serviço próprio.

Será que a divisão de conteúdo da AT&T, a WarnerMedia – que inclui o HBO, o estúdio de filmes Warner Bros. e a Turner Broadcasting –, vai optar por manter o relativamente restrito serviço da DC Universe como a casa exclusiva de streaming das suas estrelas?

Louthan, o analista, ressalta que o consumidor pode se sentir cansado de ter de pesquisar entre tantas plataformas para encontrar o que quer. “Acreditamos que há um limite de quantos serviços de streaming os consumidores vão assinar”, argumentou.

Por enquanto, parece que a DC vai continuar com seu serviço independente no segundo ano. “Doom Patrol”, uma série do DC Universe, aclamada pela crítica, sobre um bando de super-heróis desajustados, que estreou no ano passado, volta para uma segunda temporada simultaneamente na DC Universe e no HBO Max, assim anunciou a DC em 20 de julho.

A DC não quis dar declarações para esta matéria. A AT&T e a WarnerMedia não responderam ao pedido de comentário.

A DC também começou a reorganizar o catálogo de histórias em quadrinhos. Abandonou três selos – DC Zoom, DC Ink e Vertigo – e alocou todo o conteúdo sob selos com classificação etária. No início de julho, a empresa colocou a revista “Mad” em estado vegetativo. “Eles querem tornar a marca mais eficiente”, disse John Jackson Miller, fundador e curador da Comichron, um banco de dados que divulga os números de vendas do universo dos quadrinhos.

Da mesma forma que os filmes inspirados em franquias de histórias em quadrinhos têm dominado as bilheterias, os próprios quadrinhos antigos têm feito sucesso ultimamente. As vendas atingiram uma nova alta em 2018 e chegaram a aproximadamente 1,095 bilhão de dólares na América do Norte, aumento de 80 milhões de dólares em comparação a 2017, de acordo com Comichron e a “ICv2”, revista on-line de comércio.

Para produzir o novo conteúdo de que as empresas de entretenimento precisam para permanecer relevantes no streaming, a AT&T possivelmente lançará mão de histórias e personagens de histórias em quadrinhos capazes de ser traduzidos da página para a tela.

Imagem: Reprodução

A Vertigo, um dos selos cancelados, era uma fonte valiosa de material para adultos. Muitos dos títulos que mantinha, incluindo “Constantine” e “V de Vingança”, foram transformados em filmes, enquanto outros, como “Lucifer” e “Preacher”, foram adaptados para a televisão. Para compensar a perda da Vertigo, o editor anunciou novos negócios, incluindo uma série de histórias em quadrinhos em parceria com o escritor de terror Joe Hill.

Em vez de manter foco exclusivo na DC Universe e no HBO Max, a DC é livre para licenciar conteúdo para outras plataformas. Em um desses acordos, a Netflix acabou de encomendar uma série baseada em “The Sandman”, uma história em quadrinhos da Vertigo.

Greenfield chama essa estratégia de “tráfico de armas”, em que empresas de entretenimento vendem para múltiplas plataformas. “A Warner Bros. tem sido uma das mais bem-sucedidas da história nessa estratégia”, afirmou. E os maiores sucessos devem ir aonde estão os olhos, acrescentou.

“Aquaman” está agendado para passar na HBO em 9 de agosto, enquanto a Netflix está com “Cavaleiro das Trevas” no catálogo. Os usuários da DC Universe ficam com títulos mais velhos, que pertencem a uma época anterior ao sucesso absoluto dos super-heróis, como o semiclássico de 1978 “Superman: O Filme”.

“A maneira mais rápida de acabar com uma franquia é colocá-la onde ninguém pode assistir a ela”, disse Greenfield.

Por Gregory Schmidt, do The New York Times
Via: Exame

O modo escuro se tornou um dos recursos mais solicitados pelos usuários no Android e no iOS. Por isso, o Google e a Apple trabalham para adaptar seus sistemas operacionais, algo que acaba obrigando os desenvolvedores de aplicativos a seguirem a tendência.

No entanto, muita gente ainda aguarda o dia em que o WhatsApp liberará a novidade para seus usuários. De acordo com o confiável WABetaInfo, isso pode acontecer em breve nas duas plataformas.

Isso porque a versão com modo escuro para o sistema da Apple já está 95% pronta. Já o estágio de desenvolvimento para o Android se encontra 75% concluído, sendo que ainda restam algumas partes com tons brancos:


"O modo escuro está quase pronto no iOS (cerca de 95 %): apenas algumas partes do aplicativo ainda são brancas (por exemplo, a página de Informações de contato da empresa). O modo noturno no Android ainda precisa de alterações na tela de bate-papo e em algumas páginas (cerca de 75 % pronto). Eu não conheço nenhuma data de lançamento".

Por enquanto, apesar do estágio avançado de desenvolvimento nos dois sistemas, o modo escuro ainda não tem data para chegar aos usuários do mensageiro. De toda forma, levando em consideração o que foi dito, o lançamento do recurso pode seguir o cronograma do Android Q e do iOS 13.

Por isso, não deve demorar muito para que o público que participa do programa beta comece a receber o modo escuro de forma nativa em seu smartphone. Isso porque o mensageiro costuma liberar o recurso para esses usuários com alguns meses de antecedência. No entanto, também não está claro quando isso deve acontecer.

O Xiaomi Mi A2 64GB é um bom celular Android com processador de 2.2Ghz Octa-Core que possibilita rodar jogos e aplicativos pesados.

Uma vantagem do Xiaomi Mi A2 64GB é a possibilidade de utilizar duas operadoras de telefonia, um aparelho Dual-Chip com entrada para dois cartões SIM.

Boa conectividade deste aparelho que inclui Bluetooth Versão 5.0 com A2DP/LE, WiFi 802.11 a/b/g/n/ac + MIMO (2.4Ghz, 5Ghz), mas não possui conexão NFC.

Incluindo a bateria, o celular Xiaomi Mi A2 64GB tem 166 gramas e é um aparelho muito fino com apenas 7,3 mm.





Modelo e características físicasXiaomi Mi A2
Modelo conhecido tambémXiaomi A2 M1804D2SG 4GB/64GB, 小米6X, Xiaomi Wayne
País ou região onde é vendidoÍndiaVários (Internacional)
MarcaXiaomi
Lançamentojulho, 2018
Espessura7,3 milímetros
Dimensões (largura x altura)75,4 x 158,7 milímetros
Peso166 gramas
Teclado Qwerty físicoNão suporta
AntenaAntena interna
Construção, materiaisCorpo de alumínio, tela de vidro
Proteção contra água e outrosNão suporta


Sistema operacional (SO)Xiaomi Mi A2
Sistema operacionalAndroid 8.1 Oreo
Atualização firmwareespecificação não cadastrada

Hardware e memóriaXiaomi Mi A2
Arquitetura - Chipset64bits - Qualcomm Snapdragon 660 SDM660 (14nm)
CPU (processador, núcleos)Octa-Core, 2 processadores:
2.2Ghz Quad-Core Kryo 260 Gold
1.8Ghz Quad-Core Kryo 260 Silver
GPU (placa gráfica)Qualcomm Adreno 512 650Mhz
Memória RAM4GB LPDDR4X
Memória interna64GB (51GB acessível pelo usuário)
eMMC 5.1
Memória externaNão suporta

TelaXiaomi Mi A2
Tipo da telaLTPS IPS LCD
Tamanho em polegadas5.99" polegadas
Proporção da tela~77,4% (screen-to-body ratio)
TouchscreenCapacitiva Multitouch
Resolução da tela1080x2160 pixels
Densidade (pixels por polegadas)403 PPI
Cores16 milhões
Tela resistente a riscosGorilla Glass 5


Telefonia e dados móveisXiaomi Mi A2
Dual-chipDual SIM Standby - Chamada ativa em uma das linhas
(espaço dedicado)
Cartão SIM2 chips Dual-Chip
nano-SIM (4FF)
Frequência GSM MhzQuad-Band 850/900/1800/1900
Rede 2G primáriaGSM 850/900/1800/1900
Rede 3G primáriaGlobal version:
UMTS 850/900/1700/1900/2100

India version:
UMTS 850/900/1900/2100
Rede 4G/5G primáriaLTE Cat12
VoLTE

Global version:
LTE (Bands 1, 2, 3, 4, 5, 7, 8, 20)
TD-LTE (Bands 38, 40)

India version:
LTE (Bands 1, 3, 5)
TD-LTE (Bands 40, 41)
Rede de dados móveis primáriaGPRS, EDGE, UMTS, HSDPA, HSUPA, HSPA+, TD-LTE, LTE, LTE-A
Rede 2G secundáriaGSM 850/900/1800/1900
Rede 3G secundáriaNão suporta
Rede 4G secundáriaNão suporta
Rede de dados móveis secundáriaGPRS, EDGE
Download/upload máximo600/150 Mbps

Mensageria e chamadaXiaomi Mi A2
MensagensSMS (T9), MMS, E-mail, Push mail
Viva vozSuporta
Video chamadaSuporta
Controle de chamadaDiscagem de voz, Gravador de voz

Câmera traseira / principalXiaomi Mi A2
Câmera principal(câmera dupla)
12 megapixels
20MP (f/1.8 1/2.8" 1.0µm)
Resolução câmera principal4000x3000 pixels
Gravação vídeo câmera principal4K UHD (3840x2160 pixels) 30 fps
FlashDual LED na traseira e LED na frontal
Abertura focalf/1.8 (aperture)
Distância focalespecificação não cadastrada
Tamanho do sensor1/2.9" polegadas
Tamanho do pixel1.25µm pixel
AutofocusPDAF: foco automático de detecção de fase
Touch focusSuporta
Estabilização de imagemEIS: Estabilização digital
ZoomSomente zoom digital
Face/smile detectionDetecção facial, Detecção de sorriso
Sensor BSINão suporta
HDRHDR foto em ambas as câmeras

Câmera frontal / secundáriaXiaomi Mi A2
Câmera frontal20 megapixels
Resolução câmera frontal5164x3872 pixels
Gravação vídeo câmera frontalFull HD (1920x1080 pixels)
Flash frontalLED
Abertura focalf/2.2 (aperture)
Distância focalespecificação não cadastrada
Tamanho do sensor1/2.8" polegadas
Tamanho do pixel1µm pixel
MultimídiaXiaomi Mi A2
RádioNão suporta
TVNão suporta
Formatos de vídeoMP4, H.265, H.264, H.263, XviD, MKV
Formatos de áudioMP3, OGG, eAAC+, FLAC

ConectividadeXiaomi Mi A2
USBUSB 2.0 Type-C conector reversível
Saída para TVNão suporta
Saída para áudioConexão Type-C com adaptador para 3.5mm P2
BluetoothVersão 5.0 com A2DP/LE
WiFi802.11 a/b/g/n/ac + MIMO (2.4Ghz, 5Ghz)
DLNANão suporta
NFCNão suporta
GPSA-GPS, GeoTagging, GLONASS, BeiDou
IrDA infravermelhoSuporta
Outras funçõesXiaomi Mi A2
Redutor de ruídoSuporta
VibraçãoSuporta
Toques, ringtonesPolifônicos e personalizados
Navegador webHTML, XHTML, HTML5
Java / Flash playerNão suporta
SensoresAcelerômetro
Proximidade
Bússola
Luminosidade
Giroscópio
Efeito Hall
Reconhecimento facial (desbloqueio)
Sensor de impressão digital (na traseira)
Outras características- Cores: Preto, Dourado, Azul, Vermelho, Rosa
- Android One
- Quick Charge 4.0
- Sensor câmera traseira: Sony IMX486/IMX376
- Sensor câmera frontal: Sony IMX376
- WiFi display
- WiFi direct, hotspot
Bateria e autonomiaXiaomi Mi A2
BateriaLiPo - polímeros de lítio (Fixa)
Carregamento rápido (fast charging)
Capacidade bateria3000 mAh
Modelo / carregador (watts)5V/2A=10W
Autonomia conversaçãoespecificação não cadastrada
Autonomia standbyespecificação não cadastrada
Taxa de radiação (SAR)Xiaomi Mi A2
SAR EUA, Argentinaespecificação não cadastrada
SAR Brasil, União Europeiaespecificação não cadastrada

Xiaomi Mi A2 Lite

O Xiaomi Mi A2 Lite 32GB é um bom celular Android com processador de 2Ghz Octa-Core que possibilita rodar jogos e aplicativos pesados.

Uma vantagem do Xiaomi Mi A2 Lite 32GB é a possibilidade de utilizar duas operadoras de telefonia, um aparelho Dual-Chip com entrada para dois cartões SIM.

Boa conectividade deste aparelho que inclui Bluetooth Versão 4.2 com A2DP, WiFi 802.11 a/b/g/n + MIMO (2.4Ghz, 5Ghz), mas não possui conexão NFC.

Incluindo a bateria, o celular Xiaomi Mi A2 Lite 32GB tem 178 gramas e é um aparelho muito fino com apenas 8,8 mm.

Modelo conhecido tambémXiaomi A2 Lite M1805D1SG, Redmi 6 Pro, Xiaomi Sakura
País ou região onde é vendidoVários (Internacional)
MarcaXiaomi
Lançamentojulho, 2018
Espessura8,8 milímetros
Dimensões (largura x altura)71,7 x 149,3 milímetros
Peso178 gramas
Teclado Qwerty físicoNão suporta
AntenaAntena interna
Construção, materiaisCorpo de alumínio, tela de vidro
Proteção contra água e outrosNão suporta
Sistema operacional (SO)Xiaomi Mi A2 Lite
Sistema operacionalAndroid 8.1 Oreo
Atualização firmwareAndroid 9.0 Pie

Hardware e memóriaXiaomi Mi A2 Lite
Arquitetura - Chipset64bits - Qualcomm Snapdragon 625 MSM8953 (14nm)
CPU (processador, núcleos)2Ghz Octa-Core ARM Cortex-A53
GPU (placa gráfica)Qualcomm Adreno 506 650Mhz
Memória RAM3GB LPDDR3
Memória interna32GB (22GB acessível pelo usuário)
eMMC 5.1
Memória externaAté 256GB microSD, microSDHC, microSDXC
(espaço dedicado)

TelaXiaomi Mi A2 Lite
Tipo da telaTFT LCD IPS
Tamanho em polegadas5.84" polegadas
Proporção da tela~79,5% (screen-to-body ratio)
TouchscreenCapacitiva Multitouch
Resolução da tela1080x2280 pixels
Densidade (pixels por polegadas)432 PPI
Cores16 milhões
Tela resistente a riscosNão suporta
Telefonia e dados móveisXiaomi Mi A2 Lite
Dual-chipDual SIM Standby - Chamada ativa em uma das linhas
(espaço dedicado)
Cartão SIM2 chips Dual-Chip
nano-SIM (4FF)
Frequência GSM MhzQuad-Band 850/900/1800/1900
Rede 2G primáriaGSM 850/900/1800/1900
Rede 3G primáriaUMTS 850/900/1700/1900/2100
Rede 4G/5G primáriaLTE Cat6 (Bands 1,2,3,4,5,7,8,20)
TD-LTE (Bands 38,40)
Rede de dados móveis primáriaGPRS, EDGE, UMTS, HSDPA, HSUPA, HSPA+, TD-LTE, LTE, LTE-A
Rede 2G secundáriaGSM 850/900/1800/1900
Rede 3G secundáriaNão suporta
Rede 4G secundáriaNão suporta
Rede de dados móveis secundáriaGPRS, EDGE
Download/upload máximo300/50 Mbps
Mensageria e chamadaXiaomi Mi A2 Lite
MensagensSMS (T9), MMS, E-mail, Push mail
Viva vozSuporta
Video chamadaSuporta
Controle de chamadaDiscagem de voz, Gravador de voz
Câmera traseira / principalXiaomi Mi A2 Lite
Câmera principal(câmera dupla)
12 megapixels
5MP depth sensor (f/2.2 1.12μm)
Resolução câmera principal4000x3000 pixels
Gravação vídeo câmera principalFull HD (1920x1080 pixels) 30 fps
FlashFlash LED
Abertura focalf/2.2 (aperture)
Distância focalespecificação não cadastrada
Tamanho do sensorespecificação não cadastrada
Tamanho do pixel1.25µm pixel
AutofocusPDAF: foco automático de detecção de fase
Touch focusSuporta
Estabilização de imagemEIS: Estabilização digital
ZoomSomente zoom digital
Face/smile detectionDetecção facial, Detecção de sorriso
Sensor BSINão suporta
HDRHDR foto em ambas as câmeras
Câmera frontal / secundáriaXiaomi Mi A2 Lite
Câmera frontal5 megapixels
Resolução câmera frontal2560x1920 pixels
Gravação vídeo câmera frontalFull HD (1920x1080 pixels)
Flash frontalNão suporta
Abertura focalf/2.0 (aperture)
Distância focalespecificação não cadastrada
Tamanho do sensorespecificação não cadastrada
Tamanho do pixelespecificação não cadastrada
MultimídiaXiaomi Mi A2 Lite
RádioFM
TVNão suporta
Formatos de vídeoMP4, H.265, H.264, H.263, XviD, MKV
Formatos de áudioMP3, OGG, eAAC+, FLAC
ConectividadeXiaomi Mi A2 Lite
USBMicroUSB 2.0
Saída para TVNão suporta
Saída para áudioPlug 3.5mm P2
BluetoothVersão 4.2 com A2DP
WiFi802.11 a/b/g/n + MIMO (2.4Ghz, 5Ghz)
DLNANão suporta
NFCNão suporta
GPSA-GPS, GeoTagging, GLONASS, BeiDou
IrDA infravermelhoSuporta
Outras funçõesXiaomi Mi A2 Lite
Redutor de ruídoSuporta
VibraçãoSuporta
Toques, ringtonesPolifônicos e personalizados
Navegador webHTML, XHTML, HTML5
Java / Flash playerNão suporta
SensoresAcelerômetro
Proximidade
Bússola
Luminosidade
Giroscópio
Reconhecimento facial (desbloqueio)
Sensor de impressão digital (na traseira)
Outras características- Cores: Preto, Dourado, Azul
- Android One
- Tela de vidro 2.5D (bordas curvas)
- WiFi display
- WiFi direct, hotspot
Bateria e autonomiaXiaomi Mi A2 Lite
BateriaLiPo - polímeros de lítio (Fixa)
Carregamento rápido (fast charging)
Capacidade bateria4000 mAh
Modelo / carregador (watts)5V/2A=10W
Autonomia conversaçãoespecificação não cadastrada
Autonomia standbyespecificação não cadastrada
Taxa de radiação (SAR)Xiaomi Mi A2 Lite
SAR EUA, Argentinaespecificação não cadastrada
SAR Brasil, União Europeiaespecificação não cadastrada

MKRdezign

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget