-->
  • Primeiros testes revelam velocidade da banda larga da SpaceX

    Alguns dos experimentos da tecnologia mostram que a latência ainda não é aquela prometida por Elon Musk


    Os usuários beta do serviço de banda larga via satélite Starlink da SpaceX estão recebendo velocidades de download variando entre 11 Mbps e 60 Mbps. Os testes de velocidade, conduzidos com a ferramenta speedtest.net da Ookla, mostraram que o upload varia de 5 Mbps a 18 Mbps. 

    Os mesmos testes, conduzidos nas últimas duas semanas, mostraram latências (taxas de ping) alternando entre 31 ms e 94 ms. Contudo, esse não é um estudo abrangente das velocidades e latências da Starlink, então não está claro se é isso que os futuros usuários da internet da Starlink devem esperar quando o sistema estiver completamente funcional.

    Links para 11 testes de velocidade de usuários anônimos da internet via satélite foram postados no Reddit nesta quinta-feira (13). Outro usuário da rede social compilou os resultados de alguns testes e os reuniu no gráfico a seguir.

    Testes de velocidade da Starlink. Imagem: Reprodução

     Usuários beta devem assinar um termo de sigilo, o que significa que esses testes de velocidade podem ser um dos únicos vislumbres que teremos do desempenho da internet antes de seu lançamento oficial. A SpaceX disse à Comissão Federal de Comunicações (FCC) que a Starlink acabaria atingindo velocidades de gigabit, afirmando que "uma vez totalmente otimizado por meio da implantação final, o sistema será capaz de fornecer alta largura de banda (até 1 Gbps por usuário), serviços de banda larga de baixa latência para consumidores e empresas nos Estados Unidos e em todo o mundo". Até o momento, a empresa lançou mais de 600 satélites, e já tem permissão da FCC para lançar cerca de 12 mil.

    Embora 60 Mbps não seja um gigabit, está no mesmo nível de alguns sinais a cabo mais fracos, e é muito maior do que a maioria das velocidades oferecidas por muitos serviços DSL nas áreas rurais, locais interessantes para a SpaceX.

    No Reddit, alguns usuários da internet disseram que adorariam receber as velocidades mostradas nos testes da Starlink, já que atualmente estão presos a 1 Mbps ou até menos. Um relatório da Ookla sobre velocidades de banda larga fixa em dezembro de 2018 encontrou velocidades médias de download de 96,25 Mbps e uploads médios de 32,88 Mbps nos EUA. A SpaceX planeja ter até cinco milhões de assinantes no país.


    Latência

    Em março deste ano, o CEO da SpaceX, Elon Musk, afirmou que o objetivo da empresa é "a latência abaixo de 20 milissegundos, para que alguém possa jogar um videogame de resposta rápida em um nível competitivo". Os satélites Starlink estão em órbitas baixas, de 540 km a 570 km, tornando-os capazes de latências menores do que os satélites geoestacionários que orbitam a 35.000 km.

    Ajit Pai, presidente da FCC, duvidou das alegações de Musk e, em maio, propôs classificar a SpaceX e todas as outras operadoras de satélite como provedores de alta latência (acima de 100 ms). A FCC desistiu desse plano, desde que as empresas provem que podem oferecer baixa latência.

    Elon Musk, CEO da SpaceX. Imagem: Reprodução

    A latência (ou ping) mede o tempo de ida e volta em milissegundos quando um dispositivo envia uma mensagem ao servidor e o servidor responde. Segundo a FCC, a latência de uma rede de satélites "consiste no 'atraso de propagação', o tempo que uma onda de rádio leva para viajar do satélite à superfície da Terra e de volta, e o 'atraso de processamento', o tempo que leva para a rede processar dados".

    Os testes da FCC mostraram que "as latências do cabo variaram entre 18 ms e 24 ms, da fibra entre 5 ms a 12 ms e DSL entre 27 ms e 55 ms". Satélites geoestacionários têm ping médio de 600 ms, mas isso não indica como será a velocidade da Starlink, já que a altitude dos satélites é diferente.

    Embora as velocidades dos testes da Ookla não atinjam a meta de Musk, estão abaixo do limite de 100 ms da FCC. Os testes foram feitos em servidores em Seattle e Los Angeles, como mostrou a publicação no Reddit. A SpaceX pretende testar sua internet entre o norte dos EUA e o sul do Canadá, mas aparentemente está concentrada nas áreas rurais do estado de Washington por enquanto.

    Via: Ars Technica

  • Confira também:

    Nenhum comentário:

    Postar um comentário

    Comente com o Facebook:

Recomende e compartilhe para seus amigos no facebook




CONFIRA OS MAIS RECENTES MODELOS DE SMARTPHONES EM “SMARTPHONES INFO”

SmartPhone da Semana:

LG K22 PLUS

Sistema Operacional Android 10
Disponibilidade 2020/3
Dimensões 157.7 x 75.4 x 8.4 mm
Peso 169 gramas

REDE
Sim Card Nano
Dual Sim Dual stand-by
Gsm Quad Band (850/900/1800/1900)
HSPA+ Sim
LTE Sim
Velocidade máxima de download 150 Mbps
Velocidade máxima de upload 50 Mbps



Plataforma digital faz um trabalho incrível trazendo fotos antigas de volta a vida

O MyHeritage é uma plataforma de genealogia on-line que ajuda as pessoas a se conectarem com o histórico de suas famílias. No início deste ...

Encontre as Matérias em Ordem Cronológica

Navegue por Categorias

Acer (2) Aermoo (1) Alcatel (2) Amazon (1) Android (206) Apple (9) Archos (1) Arte Digital (11) Asus (5) Atores/Atrizes (12) BGH (1) BlackBerry (3) Blackview (2) Blu (2) BQ (1) CAT (1) CCE (1) Cerulean (1) Curiosidades Smart (4) Firefox OS (1) Gionee (1) Gome (1) Google (3) HP (1) HTC (3) Huawei (18) Info App (37) Info News (51) InfoTech (47) iOS (9) KaiOS (2) Kyocera (1) LeEco (1) Lenovo (3) LG (19) Lumigon (1) Marcas e Empresas (2) Meizu (2) Microsoft (1) Motorola (28) Multilaser (2) Nokia (12) Nomu (1) OnePlus (1) Oppo (6) Photoshop (20) Quantum (1) Razer (1) Realme (3) Samsung (45) Smart Biografias (7) Smart Dicas (7) Smart News (28) SmartPhone Área (241) Sony (3) Suporte (18) TCL (2) Tech Retrô (1) Uhans (1) Umidigi (1) vivo (2) Windows Mobile (5) Xiaomi (26) ZTE (2)