Info Destaque

Microsoft planeja trocar Edge por seu próprio “Chrome”

Empresa prepara novo navegador que usa o mesmo motor de renderização do Chrome, o Chromium
Microsoft Chrome: Novo navegador padrão do Windows 10 deverá usar o mesmo motor do programa do Google, o Chromium (Chris Ratcliffe/Bloomberg/Bloomberg)

A Microsoft parece ter jogado a toalha com o navegador Edge, que vem instalado no Windows 10. Segundo reportagem do site especializado Windows Central, a empresa deve substituir o antigo browser por um novo baseado no motor de renderização Chromium, que é o mesmo usado pelo Google Chrome para carregar sites.

Não se sabe, no entanto, se o novo navegador, de codinome Anaheim, terá um novo nome ou se a Microsoft vai apenas trocar o mecanismo usado pelo Edge hoje. O sistema atual, chamado EdgeHTML, é de uso exclusivo da empresa. Trata-se de uma versão adaptada do velho Trident, que segue em uso no Internet Explorer. A diferença primordial entre os dois motores da companhia está no código legado do IE, que foi removido no navegador mais recente para torná-lo compatível com os padrões mais usados na web.

O novo projeto ainda não tem data de lançamento confirmada, mas engenheiros da Microsoft já foram “flagrados” no mês passado colaborando com a base de código do Chromium — que tem o código aberto. A expectativa é de que a primeira versão do novo navegador para PCs com Windows 10 chegue ainda no primeiro semestre de 2019.

Vale ressaltar que a novidade não deve afetar o Edge nos iPhones e nos Androids. Nos dois sistemas, o navegador usa motores diferentes do EdgeHTML. No do Google, inclusive, o browser é baseado no Chromium. No da Apple, por sua vez, o app usa o WebKit, que é o mesmo mecanismo por trás do Safari — e que já foi usado no Chrome.

É o fim da “guerra dos navegadores”?
A novidade pode gerar um desdobramento interessante no mercado de navegadores. Com a adoção do motor Chromium pelo Edge, duas das desenvolvedoras mais tradicionais de browsers passarão a usar uma mesma base em seus programas principais. Assim, ainda que o programa da Microsoft detenha apenas 2% do setor (dados de novembro da ferramenta de análise de tráfego StatCounter), o domínio do mecanismo, que hoje tem quase 65% do mercado, deve crescer.

O terço restante nesse ramo deverá ser dividido por Mozilla (Firefox), Apple (Safari) e Alibaba (UC Browser), um trio que ainda usa motores diferentes. Das três empresas, a segunda é a que está melhor posicionada, estável com cerca de 15% do setor na análise do StatCounter graças aos aparelhos da própria Apple (Macs, iPhones e iPads). Curiosamente, o Safari usa o mesmo mecanismo de renderização que era adotado pelo Chrome até 2013, o WebKit.

Já o Firefox,, que um dia foi a segunda força nessa “guerra dos navegadores”, hoje detém apenas 5% do mercado com seu motor Gecko. É pouco mais do que o ocupado pelo chinês UC Browser, que usa a U3 Engine e chegou perto dos 10% há cerca de um ano.

Via: EXAME

Nenhum comentário:

Recomende e compartilhe para seus amigos no facebook

Últimos Smartphones "Android" Adicionados.

Últimos Smartphones "iOS" Adicionados.

Últimas em "Info App"

Últimas em "Curiosidades Smart"

Últimas em "Smart Biografias"

Últimas em "Smart Dicas"

Últimas em "Smart News"

➤➤➤SmartPhone da Semana


O celular Xiaomi Mi A3 foi lançado em 17 de julho de 2019 e tem uma ficha técnica interessante. Quem gosta de tirar fotos conta com uma câmera de 48 MP + 8 MP + 2 MP, além de 32 MP para capturar as famosas selfies. Seguindo com as especificações, ele também é equipado com 4 GB de RAM, memória interna de 64 GB ou 128 GB e o processador Qualcomm Snapdragon 665. Isso tudo rodando o sistema operacional Android 9.0 Pie.

➤➤➤ Top MultiMidia Info

Artista malaio desafia a lógica com suas manipulações surreais em fotos

Muitas vezes ficamos tão presos em nossa rotina que dificilmente encontramos tempo para sonhar ou liberar nossa criatividade. O Photoshop é...

➤➤➤Confira os destaques do nosso canal no Youtube

➤➤➤Navegue pela Data e encontre as Matérias em Ordem Cronológica

Tecnologia do Blogger.