Info Destaque

A Netflix já perdeu dois de seus programas mais populares, enquanto as empresas de mídia antigas se preparam para a guerra de Stream

Algo estranho está acontecendo no mundo da tecnologia e da mídia: a Netflix está se tornando a incumbente, e os novos concorrentes são empresas que existem há quase um século.

A Disney, a WarnerMedia, da AT&T, e a NBCUniversal, da Comcast, estão lançando serviços de streaming direto ao consumidor no primeiro trimestre de 2020. tudo isso depois da Netflix.

Será que haverá dólares suficientes para a Netflix manter sua enorme base de assinantes (155 milhões globalmente) e esse número continua crescendo. Mas há pouca dúvida de que parte da motivação das empresas de mídia legadas que adotam os serviços de streaming por assinatura é capturar um pouco da avaliação da Netflix - ou trazer o diretor executivo Reed Hastings de volta à Terra.

É por isso que a WarnerMedia anunciou na terça-feira que está tirando os "Friends" da Netflix quando ela inaugurar seu serviço em 2020, que será chamada de HBO Max. O serviço de streaming da WarnerMedia terá os direitos exclusivos dos sitcoms de sucesso Friends. A AT&T está pagando US$ 85 milhões por ano pelos direitos dos EUA por cinco anos, segundo uma pessoa a par do assunto. A Netflix estava pagando US$ 80 milhões pelos direitos globais do programa e não estava em posição de fazer uma nova licitação, dadas as opções contratuais da WarnerMedia em relação aos direitos de transmissão do programa, disse a pessoa. O Wall Street Journal informou pela primeira vez quanto a WarnerMedia pagaria por Friends.

A Netflix está se preparando para perder Friends, assim como percebeu que pode perder o serviço de streaming do Office para a NBC Universal, que acontecerá em 2021, e tem gasto bilhões em novos conteúdos originais exclusivos do serviço para manter os clientes satisfeitos.

O objetivo do diretor executivo da WarnerMedia, John Stankey, é conseguir que 70 milhões de assinantes se inscrevam para o HBO Max. Isso é o dobro da quantidade de assinantes americanos para a HBO. Por anos, Wall Street avaliou a Netflix em seu crescimento de assinantes e não em seus lucros. Empresas de mídia legadas lamentaram essa dicotomia, frustradas porque os investidores valorizam a mídia antiga de forma diferente da Netflix, que passou de uma startup a uma empresa com um valor de US$ 175 bilhões.

© Fornecido pela CNBC LLC O CEO da Netflix, Reed Hastings, é fotografado em 3 de maio de 2018, em Lille, norte da França, durante a primeira edição do festival TV Series Mania.

Retornando o favor
Mas agora há uma chance para o antigo império contra-atacar. Disney, AT&T e Comcast têm valores de mais de US $ 300 bilhões. Todos eles têm a chance de criar um produto que ofereça aos consumidores um novo serviço fácil de usar que mostre os filmes e programas de TV que eles têm a oferecer.

A Disney já deu aos investidores um gostinho do que a Disney+ será no dia do investidor no início deste ano. O serviço dividirá o conteúdo da Disney em marcas familiares - Pixar, Marvel, Disney, Star Wars e National Geographic - e permitirá que os usuários encontrem programação nesses ecossistemas.

A WarnerMedia planeja mostrar seu serviço em um evento em outubro. A NBC Universal ainda não anunciou planos para dar aos consumidores um gosto de como seu produto possa parecer.

Enquanto a Netflix quase quebrou a TV por assinatura tradicional oferecendo conteúdo a um preço muito mais baixo do que o pacote de TV a cabo - cerca de US$ 13 por mês contra US$ 100 por mês - as empresas de mídia legadas estão jogando o jogo da Netflix. O Disney+, que será lançado em 12 de novembro, custará apenas US$ 6,99 por mês. A HBO Max deve estar entre US$ 15 e US$ 18 por mês, segundo pessoas a par do assunto. Isso é quase o mesmo preço que os custos da HBO já tinham. E o produto de streaming da NBC será gratuito para assinantes de TV paga e cerca de US$ 10 para assinantes a cabo, embora seja apoiado por anúncios.

Esses são os preços mais alinhados com a Netflix, oferecendo aos consumidores uma possível escolha sobre quais serviços de streaming manter e quais descartar.

Além das diferenças de preço, a TV paga tradicional tem sido prejudicada por grande quantidade de conteúdo indesejado.

Em uma reviravolta do destino, os problemas de navegação e de conteúdo lixo tornaram-se problemas para a Netflix, que gastou tanto em programação que o serviço é inundado com opções, incluindo muitos programas e filmes que não são muito bons ou atraem um nicho de audiência, assim como o pacote a cabo. 

A Netflix pode ter uma vantagem tão grande de pioneirismo que não importa. As perspectivas de crescimento da empresa são em grande parte internacionais de qualquer maneira. Mas as empresas de mídia legadas encontram-se em uma posição que provavelmente nunca imaginaram que seria em uma década atrás: concorrentes iniciantes.

Divulgação: A Comcast é proprietária da NBCUniversal, empresa controladora da CNBC.
Conteúdo original extraído em: MSN

Nenhum comentário:

Recomende e compartilhe para seus amigos no facebook

Últimos Smartphones "Android" Adicionados

Últimos Smartphones "iOS" Adicionados

Últimas em "Info App"

Últimas em "Curiosidades Smart"

Últimas em "Smart Biografias"

Últimas em "Smart Dicas"

Últimas em "Smart News"

➤➤➤SmartPhone da Semana

Apesar de trazer o "Max" no nome, o que sugere uma bateria com capacidade acima da média, o LG K12 Max vem com os mesmos 3500 mAh de capacidade do LG K12 Prime, seu irmão mais caro, duas câmeras traseiras e 32 GB de memória interna.

LANÇAMENTO: 02.JUL.2019

Display: 6.26"
Sistema Operacional: Android 9 (Pie)
Câmera Primária: 13 MP
Gravação de Vídeo: 1080p
Resolução: 720 x 1500px
Capacidade: 32 GB, 3 GB RAM

➤➤➤ Top MultiMidia Info

Artista georgiano cria retratos hiper-realistas incríveis

O artista georgiano Irakli Nadar cria pinturas digitais incríveis que são extremamente realistas. Hoje, queremos mostrar os trabalhos mais...

➤➤➤Confira os destaques do nosso canal no Youtube

➤➤➤Navegue pela Data e encontre as Matérias em Ordem Cronológica

Tecnologia do Blogger.